PUBLICIDADE

Artista americano retrata Wandinha e a ‘Família Addams’ como negros e as imagens viralizam nas redes sociais

Seis dias depois da estreia da série Wandinhainspirada na menina sádica da Família Addams e dirigida pelo cineasta Tim Burton para a Netflix -, o artista americano Desmond ‘Dez’ Wilson divulgou retratos digitais dos personagens da famosa história, só que numa versão diferente: como negros. E viralizou nas redes.

As imagens chamam a atenção não só pela estética – foram produzidas com software de inteligência artificial (IA) e photoshop -, mas também porque é a primeira vez que a família de hábitos incomuns (que surgiu em 1930, em quadrinhos, e fez sucesso na TV nas décadas de 60 e 70) deixa de ser branca e ganha um outro tom de pele.

Mas a curiosidade sobre a releitura de Wilson também pode ter origem no fato de que Burton é criticado pela falta de diversidade nos elencos de suas produções – sejam filmes ou desenhos.

Em 2016, ao lançar O Lar das Crianças Peculiares, o diretor foi questionado pelo site Bustle por escalar, depois de tanto tempo, o primeiro ator negro (Samuel L. Jackson) de sua filmografia e, ainda, para o papel de vilão. O personagem era protagonista da história, mas isso não amenizou a crítica. 

‘Dez’ Wilson declarou, ao site WVTM13, que sua arte é sobre reimaginar como seria esse filme icônico de uma perspectiva negra. E fez uma ressalva: a inteligência artificial cresceu, mas a tecnologia tem deixado os negros de fora.

O multiartista (designer, músico, diretor de cinema e fotógrafo) ainda destaca que, no cinema e na TV, os negros estão se tornando mais populares, mas “ainda faltam algumas em toda a experiência negra”. E espera que sua arte possa preencher essa lacuna.

“Tem sido muito inspirador”, acrescentou. “Muito do feedback que tenho recebido tem sido positivo, as pessoas se declaram inspiradas pelo trabalho e que não pensaram em imaginar a Família Addams como negra. Essa é uma das coisas que me deixa feliz: que minha arte motive as pessoas dessa maneira”.

Animado com a repercussão, Wilson lançou uma linha de camisetas e moletons e outra de pôsteres com os retratos de Wandinha e de sua família, que inclui a ‘Mãozinha’, o primo esquisito – que não tem rosto, só cabelo e foi criado para a série de TV, nos anos 60 – e o mordomo Tropeço, também, claro!

Toda renda obtida com as vendas está sendo revertida para a ONG The Black Arts Academy, cofundada por ele em junho deste ano (não confundir com The Black Academy of Arts and Letters). Em seu Linkedin dá pra ter ideia da dimensão do ativismo social do diretor criativo.

A seguir, veja os retratos do Feioso (irmão de Wandinha), do Tio Chico, da avó e do mordomo e assista ao vídeo produzido por Wilson e divulgado no Instagram.

Fotos: reprodução do Instagram de ‘Dez’ Wilson

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE