PUBLICIDADE

Argentinos celebram nascimento de sete filhotes de onças em parque nacional onde há dois anos não havia nenhuma delas

Argentinos celebram nascimento de sete filhotes de onças em parque nacional onde há dois anos não havia nenhuma delas

A história de Iberá é um caso de sucesso na conservação internacional. Durante 70 anos não existia nenhum yaguareté, como é chamada a onça-pintada em espanhol, na área do parque nacional na província de Corrientes, ao norte da Argentina. A Panthera onca, maior espécie de felino das Américas e a terceira maior do mundo, tinha sido extinta localmente.

Mas em 2012 iniciou-se ali um grande projeto de reintrodução, conduzido pela equipe da Fundación Rewilding Argentina. Foi criado o Centro de Reintroducción de Yaguareté (CRY), na Isla San Alonso, no coração de Iberá, com a intenção de reproduzir a espécie em cativeiro e preparar essas onças-pintadas para serem soltas na natureza.

Na última década vários animais nascidos no centro foram reintroduzidos no parque. No ano passado, por exemplo, contamos a história de Arandu e Jasy, os primeiros filhotes a nascerem em vida livre, após 70 anos, em Iberá.

PUBLICIDADE

As oncinhas eram filhas de Arami, uma fêmea nascida em 2018. Ela foi criada num recinto gigante em San Alonso , ao lado da mãe, Tania, mas longe da presença humana. Em setembro de 2021, ela ganhou a vida selvagem. Através do colar que usava, os biólogos conseguiram monitorar sua adaptação e seu deslocamento dentro do parque e o nascimento de suas crias.

Arandu e Jasy eram filhas também de Jatobazinho, uma onça macho que foi resgatada em uma escola, no Brasil, e doada ao projeto argentino de reintrodução da espécie.

Agora, onze anos após o início desse trabalho lindo, a Fundación Rewilding Argentina celebra um novo marco. Armadilhas fotográficas instaladas no parque nacional documentaram a presença de um novo filhote.

“O yaguareté número 17 agora mora em Iberá. O registro de um novo filhote por meio de armadilhas fotográficas indica que há pelo menos dezessete onças que vivem no Gran Parque Iberá. Nove delas foram concebidas e nasceram em total liberdade no grande pantanal de Corriente”, anunciou a equipe da fundação em suas redes sociais.

A onça-pintada é considerada em risco de extinção na Argentina. Em 2018, a estimativa é que em todo o país existiam entre 200 e 250 indivíduos. E hoje, alguns a mais.

“Em pouco mais de dois anos, Corrientes deixou de não ter onças e passou a ser a província do Gran Chaco argentino com a maior população desses felinos. O rei das florestas e dos estuários regressa a Iberá. O seu regresso significa também o regresso das interacções ecológicas perdidas, a recuperação de um ambiente saudável e mais prosperidade para as comunidades locais, que beneficiam da sua presença”, comemora a Fundación Rewilding Argentina.

Foto de abertura: reprodução vídeo Fundación Rewilding Argentina

Comentários
guest

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Novaes Coutinho
Paulo Novaes Coutinho
9 meses atrás

Importantíssimo regata da população de Yaguereté em Corrientes no norte da Argentina.
Esperamos que a união das Nações Sul-americana contribuam firmemente também para a recuperação da existência digna e Soberana dos nossos povos.. ????????✊????????

JOAO LUIZ STIMAMILIO DOS SANTOS
JOAO LUIZ STIMAMILIO DOS SANTOS
9 meses atrás

Parabéns! Muchas gracias Argentinos!

Evandro De S Lino
Evandro De S Lino
9 meses atrás

Parabéns, vocês fazem a diferença.

Ricardo
Ricardo
9 meses atrás

Parabéns a todos que se dedicam a “PRESERVAR A VIDA”!!!!

Adriano Silva Caldeira
Adriano Silva Caldeira
9 meses atrás

Parabéns pelo trabalho de preservação da vida selvagem ????????????

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE