PUBLICIDADE

Aquecimento global é a preocupação número 1 das crianças quando elas pensam sobre o planeta e as pessoas

Aquecimento global é a preocupação número 1 das crianças quando elas pensam sobre o planeta e as pessoas

A inação de muitos governos e líderes mundiais diante do aquecimento global não traz impactos apenas para a natureza, mas também, ao equilíbrio emocional de jovens e crianças. A fabricante de blocos de montar dinamarquesa Lego realizou uma pesquisa com mais de 6 mil entrevistados, que tinham entre 8 e 18 anos, para saber como eles se sentem em relação ao cenário atual: 48% deles respondeu que pensa no meio ambiente uma vez por semana e 11% diariamente.

O levantamento que faz parte do programa da empresa ‘Build the Change’ – ‘Construa a Mudança’, apontou ainda que o aquecimento global é a preocupação número 1 das crianças quando elas pensam sobre o planeta e as pessoas. Todavia, 60% delas acredita que não é tarde demais para salvar a Terra!

Ainda segundo a pesquisa, 68% dos entrevistados deseja ter um trabalho que não prejudique a natureza e 51% seguir uma carreira que melhore ativamente o meio ambiente.

PUBLICIDADE

Mas a análise também mostra que os pais e os professores são os maiores influenciadores das crianças nas atitudes e comportamentos ambientais, entretanto, elas não têm modelos positivos dos líderes mundiais. E à medida que crescem, ficam cada vez mais frustradas com o que vêem, como a falta de ação de governos.

Como parte da iniciativa, as crianças e jovens foram convidados a elaborar um guia, no melhor estilo Lego, para os governantes reunidos na Conferência das Nações Unidas para o Clima, a COP26, em Glasgow, na Escócia. Batizado de ‘Building Instructions for a Better World‘ – “Instruções para a Construção de um Mundo Melhor”, ele apresenta as seguintes recomendações:

  1. Aplique medidas para reduzir a poluição e o desperdício;
  2. Aumente o foco na proteção da natureza;
  3. Mude as leis e regras em torno da sustentabilidade;
  4. Pare de ignorar o problema: aja mais!;
  5. Eduque as pessoas de todas as idades;
  6. Implemente programas para reduzir as emissões de carbono;
  7. Coopere internacionalmente para compartilhar conhecimentos e soluções;
  8. Líderes, mudem seu próprio comportamento e dêem exemplos!
  9. Invista mais na proteção do meio ambiente;
  10. Ajude as pessoas e as gerações futuras

“Embora nem todas essas ideias possam ser vistas como realistas aos olhos dos adultos, nelas residem as centelhas de inspiração que cientistas, formuladores de políticas, planejadores urbanos, arquitetos e outros podem precisar adaptar para ajudar a reverter os efeitos do clima crise”, afirma a Lego.

Aquecimento global é a preocupação número 1 das crianças quando elas pensam sobre o planeta e as pessoas

O guia com as dez recomendações apresentadas pelas crianças e jovens
aos líderes mundiais na COP26

Leia também:
10 ideias para lidar com as crianças no contexto das mudanças climáticas
Jovens reivindicam educação climática no Ensino Básico: assine o manifesto e apoie a iniciativa
Como falar sobre a crise do clima com as crianças

Foto: © rawpixel/domínio público

Comentários
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sandra
Sandra
2 anos atrás

Esses bebês maravilhosos nascidos para mudar o eixo do planeta e seus projetos maravilhosos de reconstruir o que os marmanjos destruíram são as luzes de Deus chegando à Terra para a imprescindível renovação. Alguns, ainda não alfabetizados, discursam em lágrimas para pais estupefatos, que “não vão comer pedaços de animais picados em seu prato, porque são amigos, não comida”. São veganos ensinando o que relutamos em aprender, porque crescemos demais. Ainda bem que chegam para nos colocar de joelhos, à altura deles, para ouvir o que dizem sem saber falar ainda.

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE