Após três anos, Tailândia reabre baía, famosa por filme com Leonardo DiCaprio, e que foi impactada pelo turismo sem controle

Após três anos, Tailândia reabre baía, famosa por filme com Leonardo DiCaprio, e que foi impactada pelo turismo sem controle

Em 2018, como eu havia contado nesta outra reportagem, o governo da Tailândia resolveu fechar a baía de Maya, na ilha de Koh Phi Phi Leh. O local, um paraíso natural, ficou famoso no mundo inteiro após ser cenário da parte mais importante do filme “A Praia”, estrelado pelo ator Leonardo DiCaprio, no ano de 2000. Todavia, com a notoriedade ganha nas telas do cinema, milhões de turistas começaram a visitar o lugar. Eram cerca de 200 barcos aportando na baía diariamente e deixando ali 120 mil pessoas por mês – quase 1,5 milhão por ano. O impacto sobre a biodiversidade foi arrasador. Os recifes de corais foram destruídos e a vida marinha gravemente afetada.

Há três anos as autoridades tailandesas decidiram pelo fechamento de Maya aos turistas. A medida foi necessária para que o ecossistema marinho pudesse se recuperar. Ao longo desse tempo, também foram plantados corais na baía para ajudar neste processo.

Agora, o Departamento Tailandês de Parques Nacionais acaba de anunciar sua reabertura a partir de 1o de janeiro de 2022. Todavia, com diversas ressalvas. Embarcações não poderão mais adentrar a baía, as visitas terão duração máxima de uma hora e só serão permitidos 300 turistas no local, por vez.

Foram construídos ainda piers flutuantes, distantes de Maya, onde os barcos deverão desembarcar os visitantes.

Nas últimas décadas, a Tailândia teve um crescimento gigantesco no turismo. O salto foi de 10 milhões de visitantes no ano 2000 para 39,8 milhões em 2019.

Por este motivo, a baía de Maya não é o primeiro local que o governo decide fechar as portas para os turistas. As ilhas de Koh Yoong e Koh Tachai também foram degradadas pelo impacto da atividades e devido a isso, desde 2016, têm seu acesso proibido.

Após três anos, Tailândia reabre baía, famosa por filme com Leonardo DiCaprio, e que foi impactada pelo turismo sem controle

Leia também:
Para preservar recifes de corais, a Tailândia proíbe uso de protetor solar em praias paradisíacas
Filhote de dugongo, famosa na Tailândia, morre por causa da presença de plástico no intestino
Baleia encontrada morta na Tailândia tinha 80 sacolas plásticas no estômago
Registro de filhotes de tigres ameaçados de extinção provoca comemoração na Tailândia

Fotos: divulgação 20th Century Fox e domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta