Apesar de destruição de ninho no ano passado, uma nova vespa gigante asiática é avistada em Washington, nos EUA

Apesar de destruição de ninho no ano passado, uma nova vespa gigante asiática é avistada em Washington, nos EUA

*Atualizado em 23/08/21
O Departamento Estadual de Agricultura de Washington anunciou no último dia 20/07 que já foi encontrado o novo ninho da vespa fotografada recentemente. A destruição do mesmo deve ocorrer em breve.

Segue abaixo texto original da reportagem.

——————————————————————————————————————-

Autoridades do Departamento de Agricultura de Washington (WSDA, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, informaram esta semana que um morador do condado de Whatcom encontrou uma Vespa mandarinia, a vespa gigante asiática, em sua propriedade, numa área rural, a pouco mais de três quilômetros de distância do local onde, no ano passado, foi destruído o ninho da espécie invasora.

Há dois meses já havia sido confirmada a descoberta de uma vespa gigante, mas morta (leia mais aqui), por isso a preocupação ainda não era tão grande. Todavia, agora o inseto estava vivo e muito próximo de onde se achava que a espécie tinha sido exterminada em 2020.

A vespa, originária da Ásia, é a maior do mundo, com mais de 5 centímetros, do tamanho aproximado do polegar de uma pessoa adulta. Por causa de sua picada, que possui uma neurotoxina, cerca de 50 pessoas morrem, por ano, no Japão. Além disso, ela pode cuspir seu veneno.

Os cientistas ainda não sabem como as vespas gigantes entraram nos Estados Unidos. Assim como outras espécies invasoras, esses insetos podem ter chegado ali junto com cargas internacionais.

A equipe do WSDA busca agora identificar a localização desse novo possível ninho. Para isso colocará armadilhas vivas na área numa tentativa de capturar a vespa gigante viva, marcá-la com um minúsculo GPS e rastreá-la de volta ao ninho, a mesma estratégia utilizada na operação de guerra montada no ano passado.

O governo da Columbia Britânica, no Canadá, também fará uso de armadilhas, já que o avistamento foi feito bem próximo da fronteira entre os dois países.

Apesar de destruição de ninho no ano passado, uma nova vespa gigante asiática é avistada em Washington, nos EUA

Foto enviada pelo morador de Whatcom: o tamanho impressionante da espécie invasora, tentando atacar um ninho de vespas normais

A ‘vespa gigante assassina’ só ataca os seres humanos quando é incomodada. Na verdade, as principais vítimas da Vespa mandarinia são as abelhas. Um dos principais sinais da presença desse predador é quando elas aparecem decapitadas em colmeias.

Em poucos minutos, apenas uma vespa asiática pode matar dezenas de abelhas. Em menos de quatro horas, 30 delas são capazes de provocar a morte de 30 mil abelhas.

Apesar de destruição de ninho no ano passado, uma nova vespa gigante asiática é avistada em Washington, nos EUA

Por causa de sua picada, que possui uma neurotoxina, cerca de 50 pessoas morrem, por ano, no Japão

Leia também:
Abelhas do Havaí entram para a lista de espécies em extinção
Madrid fará abate e esterilização de periquitos para reduzir superpopulação da ave invasora
Um é invasor, outro é nativo. Adivinha quem está ganhando a batalha?

Fotos: USGS Bee Inventory and Monitoring Lab/Creative Commons/Flickr (abertura) e demais divulgação WSDA 

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.