Ao jogar máscaras no lixo, não esqueça: corte o elástico antes!

Ao jogar máscaras no lixo, não esqueça: corte o elástico antes!

Estima-se que por causa da pandemia da COVID-19 sejam usadas diariamente 6,8 bilhões de máscaras descartáveis no mundo. Infelizmente, devido ao possível risco de contaminação, essas máscaras são jogadas no lixo – incineradas ou despejadas em aterros sanitários -, já que não podem ser recicladas.

Infelizmente, máscaras também têm sido descartadas em outros locais e mesmo nos aterros, elas se tornam um risco para animais. Em julho do ano passado mostramos o caso de uma gaivota encontrada com uma máscara presa nas patas e foi resgatada na Inglaterra.

Apenas até setembro de 2020, a organização britânica RSPCA tinha atendido 900 chamadas relacionadas a animais presos em máscaras.

“Agora que máscaras são obrigatórias e podem continuar por algum tempo, esta mensagem é mais importante do que nunca, pois milhares delas são jogadas fora todos os dias. Estamos preocupados com as máscaras descartadas que podem se tornar um perigo significativo, especialmente para animais selvagens e pássaros”, alertou Chris Sherwood, diretor executivo da RSPCA.

Tiras ou alças de elástico, embora aparentemente inofensivas, podem ficar enroscadas em pequenos animais e bicos de pássaros. Se ingeridas, também podem causar asfixia.

A recomendação é que, sempre que possível, corte o elástico antes de jogar a máscara ou qualquer outro produto no lixo!

Abaixo seguem outras dicas da RSPCA para proteger os animais:

– Recicle e reutilize tanto quanto possível – e coloque todo o resto na lixeira;
– Corte as alças das sacolas plásticas antes de reciclar para evitar que os animais fiquem emaranhados;
– Corte suportes para latas de plástico e elásticos para que os animais não sejam apanhados;
– Corte os balões antes de colocá-los no lixo;
– Corte luvas descartáveis para evitar que os animais fiquem enroscados;
– Limpe e esvazie os recipientes após o uso e feche as latas ou corte os recipientes ao meio antes de reciclar.

Leia também:
Pesquisadores usam máscaras descartadas como base para asfalto de ruas e estradas

Mergulhadores encontram máscaras e luvas de proteção nas águas da Riviera Francesa
Como jogar fora o lixo de casa durante a pandemia?
Um dos efeitos colaterais da pandemia: o aumento da geração de lixo doméstico e hospitalar

Estudo alerta que máscaras com válvulas e viseiras faciais são menos eficientes para evitar transmissão do coronavírus
Estudo científico compara eficácia de diferentes modelos de máscaras de proteção

Foto: Mary Caporal Prior/reprodução Facebook Yorkshire Swan & Wildlife Rescue Hospital

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta