Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

“A gente só cuida daquilo que conhece”. A frase popular é muito usada por especialistas da área da conservação. Porque é apenas conhecendo mais sobre animais e lugares, mesmo que nunca tenhamos a chance de conhecer de perto um dia, sentiremos interesse em lutar ou contribuir para a sua preservação. É o caso, por exemplo, de bichos como o coala, na Austrália, o leão na África ou o urso, no Alaska. Quantos de nós teremos a chance de um dia estar frente a frente com um deles? Mesmo assim, é importante sabermos mais sobre eles. E melhor ainda, se aprendermos de forma divertida, certo?

Com esse objetivo, o Katmai National Park & Preserve promove anualmente uma competição popular e online, a #FatBearWeek, em que os internautas podem votar no urso mais rechonchudo do parque. A iniciativa, que começou em 2014, tornou-se um sucesso e nesta edição mais de 800 mil pessoas votaram.

São divulgadas fotos dos “concorrentes”, os ursos, logo após o período de hibernação, em meados de julho, quando estão bem magros, e meses depois, em setembro, quando eles já tiveram a chance de ganhar muitos quilos extras para aguentar o inverno que vem novamente pela frente.

Este ano o grande vencedor foi 480 Otis (esta é a terceira vez que ele ganha!). Em apenas dois meses, o ganho de peso dele é impressionante. O urso, que é bastante popular no parque, tinha entre 4 e 6 anos quando foi identificado pela primeira vez em 2001 e agora é um dos ursos mais velhos do local. “Conforme os ursos envelhecem, eles enfrentam uma variedade de desafios e 480 Otis não é exceção. Em particular, ele não tem dois dentes caninos e muitos de seus outros dentes estão muito desgastados. 480 Otis também deve competir com ursos mais jovens e maiores que acessem seus locais de pesca”, explicam os guardas do Katmai National Park & Preserve.

Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

Otis em 26 de julho de 2021 e….

Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

… em 16 de setembro de 2021

Em Katmai, os ursos são atraídos pela grande quantidade de salmões disponíveis entre o final de junho até setembro.

O urso-pardo (Ursus arctos) chega a ter mais de 3 metros de altura e pesar 450 kg. Encontrado em países do Hemisfério Norte, esta é a espécie mais agressiva. Ele vive aproximadamente 20 anos – mas há registros de alguns indivíduos que foram até os 35. As fêmeas têm entre um a quatro filhotes, que ficam a seu lado por dois ou três anos. Onívoros, esses animais tem uma dieta variada, que incluie plantas, frutos, peixes e pequenos mamíferos.

Também conhecido como grizzly (todavia o termo seja mais usado para aqueles que vivem longe da costa), os ursos do Alasca são os maiores entre os pardos. Por isso mesmo, precisam de uma ingestão calórica muito alta. Eles podem comer até 36 kg de comida por dia, ganhando cerca de 1,5 a 2,5 kg de gordura diariamente.

Durante o inverno, eles hibernam em tocas para evitar o frio e a falta de alimento. Durante o sono, os ursos apresentam queda de temperatura corporal, pulsação e respiração. E uma curiosidade: ao deitarem para descansar, os eles cavam buracos no solo para acomodar suas barrigas cheias de comida – quanto maior a barriga, maior o buraco!

Agora que você já sabe mais informações sobre o urso-pardo, confira abaixo alguns concorrentes de Otis, que também se esforçaram nesse último verão do Alaska para ficarem bem fortões:

Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

128 Grazer em 7 de julho de 2021…

Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

… em 11 de setembro de 2021

Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

131 em 16 de julho de 2021 e…

Antes e depois da hibernação: competição popular elege o urso mais gorducho de parque no Alaska

… e exatos dois meses depois!

*Neste link você encontra mais fotos do antes e depois dos ursos da #FatBearWeek

Fotos: divulgação Katmai National Park & Preserve/ C. Spencer

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta