Agora plástico é considerado resíduo tóxico no Canadá

Agora plástico é considerado resíduo tóxico no Canadá

Primeiro foi a proibição de plásticos descartáveis, aqueles que são utilizados uma única vez, como sacolas, canudos, embalagens de comida e talheres, como contamos aqui nesta outra reportagem. Agora o Canadá toma uma decisão ainda mais rígida contra este tipo de material, que tem um impacto gigante sobre o meio ambiente, principalmente os oceanos do planeta: o país acaba de declarar resíduos plásticos como “tóxicos“.

O governo canadense incluiu os “produtos industrializados de plástico” na Classificação 1 da Lei Canadense de Proteção Ambiental, que lista substâncias tóxicas e prevê o gerenciamento desses resíduos considerando os potenciais riscos associados à poluição ambiental.

O que a legislação faz, na prática, é proibir que resíduos plásticos tenham como destino aterros sanitários e incineradores, e obviamente, o meio ambiente.

Diversas organizões da área ambiental comemoraram a notícia.

“Essa decisão nos aproxima um pouco mais do fim do fluxo fatal de plástico que chega aos nossos oceanos. O governo federal precisa usar todas as ferramentas à sua disposição para acabar com o crescente desastre do plástico, incluindo uma forte proibição de itens de plástico descartável”, afirma a bióloga Ashley Wallis, da Oceana Canadá. “95% dos canadenses estão preocupados com o impacto da poluição por plástico sobre nossos oceanos e 86% apoiam a proibição dos plásticos de uso único. A hora de agir é agora”.

Pressione o governo brasileiro! Chega de plástico!

Se você acha que é hora do Brasil se juntar a tantos outros países e ter uma legislação mais moderna e sustentável, faça a sua parte!

Quase 130 países do mundo já têm leis com restrições e a cada ano, esse número só aumenta. Infelizmente, o Brasil não está entre eles. Os dados são de um estudo internacional, elaborado pela ONU Meio Ambiente, em parceria com o World Resources Institute (WRI).

Apesar disso, já existe um projeto de lei (PL) tramitando no Congresso Nacional sobre a questão, todavia ele está paralisado no Senado por causa de pressão da indústria desde 2019!

Agora plástico é considerado resíduo tóxico no Canadá

O Brasil é maior produtor de plásticos da América Latina e despeja 325 mil toneladas desse lixo no oceano todos os anos, segundo estudo da Oceana

O Projeto de Lei 263/2018 pede a proibição e a distribuição de sacolas e canudos plásticos e o uso de microplástico em cosméticos no Brasil. Mesmo tendo sido aprovado na Comissão de Meio Ambiente (CMA) do Senado, com parecer favorável e algumas emendas, há dois anos a proposta está na gaveta do senador Luis Carlos Heinze (PP/RS), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O autor da ideia legislativa que se tornou o PL 263 denuncia que houve lobby da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul contra o projeto.

“Sem mudanças imediatas na maneira como a sociedade está submetida ao uso do plástico descartável, a quantidade desse resíduo que entra no ambiente marinho triplicará nos próximos 20 anos causando ainda mais danos ambientais, sociais e econômicos”, alerta o diretor-geral da Oceana, o oceanólogo Ademilson Zamboni.

Então, vamos pressionar? Vote a favor da proposição na página do Senado neste link.

Participe, compartilhe, chame outras pessoas a se engajar neste movimento para proteger o meio ambiente.

Leia também:
China anuncia proibição de sacolas e produtos descartáveis feitos de plástico
Índia anuncia proibição a plásticos descartáveis a partir de 2022
Parlamento europeu aprova proibição de plásticos de uso único
Cidade do México bane as sacolas plásticas
Canadá proibirá plásticos descartáveis a partir de 2021
Nova Zelândia anuncia fim das sacolas plásticas a partir de 2019

Fotos: reprodução Facebook Oceana

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

2 comentários em “Agora plástico é considerado resíduo tóxico no Canadá

  • 20 de maio de 2021 em 5:53 PM
    Permalink

    Mesmo eliminando a fabricação de qualquer tipo de plástico, mesmo assim resíduos de outros componentes não degradaveis continuarão poluindo o Meio Ambiente, como por exemplo, o vidro, que pode levar até 1 milhão de anos para desaparecer, um tempão, se comparado ao chiclete que o guri mastiga e cospe fora que leva “apenas” 5 anos; quem sobreviver, verá.

    Resposta
  • 12 de junho de 2021 em 1:16 PM
    Permalink

    De fato o Canadá produz muito plástico, mas pelo que vi eles tem um sistema de reciclagem muito eficiente, desde a coleta que é seletiva até o sistema dos centros de reciclagens que são muito mais eficientes do que aqui no Brasil, que infelizmente ainda não tem a coleta seletiva para todas as regiões.

    Resposta

Deixe uma resposta