África do Sul irá proibir criação de leões em cativeiro e turismo que envolva interação próxima com esses animais

África do Sul irá proibir criação de leões em cativeiro e turismo que envolva interação próxima com esses animais

Assim como outros países do continente africano, a África do Sul tem grande interesse econômico em promover o ecoturismo. Visitantes do mundo inteiro viajam para lá para fazer safaris e pode ver de perto os chamados “Grande Cinco”: leões, leopardos, búfalos, elefantes e rinocerontes.

Após ler as recomendações feitas por um grupo de especialistas, elaborada a pedido do próprio governo, a ministra de Florestas, Pesca e Meio Ambiente da África do Sul, Barbara Creecy, anunciou que o país irá proibir a criação em cativeiro de leões.

De acordo com a avaliação recebida, que demorou dois anos para ficar pronta e contem 600 páginas, a criação de leões em cativeiro coloca em risco os esforços de conservação da espécie, além de prejudicar o turismo e a imagem do país perante a comunidade internacional. Também ficarão banidas aquelas atrações ou shows com leões, em que as pessoas podem tocar nos animais, principalmente, filhotes.

O painel de especialistas recomendou ainda uma moratória imediata sobre o comércio de produtos provenientes da caça de leões, como ossos, por exemplo.

“Não queremos reprodução em cativeiro, caça em cativeiro, contato em cativeiro, uso cativo de leões e seus derivados”, ressaltou a ministra.

Apesar das boas notícias, o governo sul-africano continuará a permitir a caça esportiva regulamentada.

Estima-se que existam entre 6 e 8 mil leões em cativeiro na África do Sul. Já na vida selvagem este número é de apenas cerca de 2 mil. No continente africano todo acredita-se que chegue a 20 mil.

Nas últimas décadas, houve uma redução de 40% na população de leões selvagens devido à fragmentação de seus habitats, a falta de alimentos, como os antílopes, e o contato cada vez mais próximo com áreas rurais, onde eles acabam sendo mortos.

Atualmente os leões são encontrados apenas na África Subsaariana. Três das cinco maiores populações estão na Tanzânia.

O “rei da selva” não possui predadores naturais. É o mais sociável de todos os grandes felinos. Os leões vivem em bandos, que geralmente consistem em fêmeas aparentadas e seus filhotes. Os machos dominantes, com suas crinas esvoaçantes (um sinal de virilidade), lutam para manter os direitos de procriação.

África do Sul irá proibir criação de leões em cativeiro e turismo que envolva interação próxima com esses animais

Em todo continente africano estima-se que restem somente 20 mil leões

*Com informações da CNN International, BBC News, WWF e National Geographic

Leia também:
Caçadores de rinocerontes passarão 25 anos na prisão, em condenação histórica na África do Sul
Caçadores de rinocerontes são devorados por leões na África do Sul
Leões se alimentam de focas e aves marinhas para sobreviver na costa da Namíbia

Fotos: domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

4 comentários em “África do Sul irá proibir criação de leões em cativeiro e turismo que envolva interação próxima com esses animais

  • 4 de maio de 2021 em 4:31 PM
    Permalink

    Racional e acertada providencia que chega tarde mas chega. Quanto mais distante dos humanos, melhor para os animais. Somos predadores selvagens, às vezes cruéis, como os animais não aprenderam a ser.

    Resposta
  • 5 de maio de 2021 em 6:36 AM
    Permalink

    Esta é a decisão certa. Afinal, os animais têm um lugar na natureza

    Resposta
    • 7 de maio de 2021 em 7:38 PM
      Permalink

      FUNCIONA ASSIM, QUEM MATAR UM ANIMAL DESTES POR ESPORTE OU POR MOTIVO FUTIL, DEVE FICAR UMA SEMANA SOZINHO E SEM ARMAS NOS LOCAIS ONDE ESTES ANIMAIS VIVEM, PRA SER CAÇADO POR ELES, SE SOBREVIVEREM BEM, SE NÃO SOBREVIVEREM MELHOR AINDA.

      Resposta
  • 6 de maio de 2021 em 5:53 PM
    Permalink

    SERES HUMANOS NÃO PRESTA E NUNCA VAI MUDAR. …TRISTE

    Resposta

Deixe uma resposta