Adolescente americano ajuda milhares de idosos a agendar vacinas contra a Covid-19

Adolescente americano ajuda milhares de idosos a agendar vacinas contra a Covid-19

Apesar de os Estados Unidos serem um dos países onde a vacinação contra a Covid-19 está mais avançada no momento – já são mais de 230 milhões de doses aplicadas e 54% da população recebeu pelo menos a primeira delas -, o processo para o agendamento das vacinas pode não ser muito fácil, sobretudo, para pessoas mais velhas. Em geral, é preciso marcar dia e hora pelo computador e nem todo mundo, principalmente aqueles com idade mais avançada, consegue fazer isso sozinhos.

O estudante Benjamin Kagan, de 15 anos, descobriu isso por causa dos avós. O adolescente mora em Chicago, mas eles vivem na Flórida. E em janeiro receberam a ajuda do neto para agendar a primeira dose da vacina.

Assim como outros milhares de idosos, os avós de Kagan precisaram de ajuda. O avô nem celular tem. E mesmo para aqueles que tinham um computador em casa, no início da vacinação no começo do ano, era preciso passar horas na frente da tela, atualizando a página de sites de farmácias e órgãos de saúde locais. Se por acaso aparecesse uma vaga, era necessário ser rápido para preencher os dados e não perder a oportunidade.

Kagan percebeu então que muitas pessoas acima de 60 anos deveriam enfrentar o mesmo problema. Descobriu então que havia um grupo no Facebook, o Chicago Vaccine Hunters, que também fazia esse tipo de trabalho voluntário. O estudante resolveu se juntar a eles, mas depois de um tempo viu que ainda assim, continuava recebendo mensagens com pedidos de ajuda.

 Foi assim que surgiu o “Chicago Vaccine Angels”, mais um grupo de ajuda voluntária. Kagan criou um formulário online (Google Form) para que as pessoas fornecessem seus dados e também uma conta de email. Assim, com as informações em mãos, ele e agora, mais 60 voluntários, conseguem fazer o agendamento para os idosos. Eles sabem exatamente quais são os horários e dias da semana que farmácias e locais de vacinação disponibilizam as vagas. Com isso, muitas vezes, ficam acordados até de madrugada.

O Chicago Vaccine Angels já ajudou mais de 5 mil pessoas a serem vacinadas até este momento.

“O número de idosos que ainda precisa de vacina é muito pequeno. Todos os locais de vacinação em massa no condado de Cook e em Chicago estão abertos para qualquer um, o que é muito útil para pessoas que lutam com a tecnologia. Recentemente, mudamos nosso foco para ajudar os idosos que não podem sair de casa a receber a vacina por meio de nossas parcerias com provedores de saúde”, contou Kagan ao Conexão Planeta.

E qual a sensação de ajudar tanta gente, pergunto ao jovem de 15 anos.

“É absolutamente incrível poder ajudar todas essas pessoas que estavam tão desesperadas para receber a vacina”, ele diz.

Leia também:
Greta doa €100 mil de sua fundação para apoiar distribuição de vacinas em países pobres através da iniciativa global COVAX
Quase 800 milhões de doses de vacinas aplicadas no mundo, mas em alguns países a vacinação ainda nem começou
Profissionais da English National Opera ajudam pacientes pós-COVID a respirar bem novamente
2020 teve a pandemia, mas justamente por causa dela, iniciativas lindas de solidariedade e generosidade

Foto: arquivo pessoal

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta