“A pandemia mostrou ao mundo como se deve agir diante de uma crise”, diz Greta, falando sobre a mudança climática

"A pandemia mostrou ao mundo como se deve agir diante de uma crise", diz Greta, falando sobre a mudança climática

Desde o começo da pandemia do novo coronavírus até o dia de hoje, quase 485 mil pessoas morreram vítimas da COVID-19. Mas todos os anos, no mundo inteiro, outras 7 milhões perdem a vida devido a algum problema de saúde relacionado com a poluição do ar, apontam dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para Greta Thunberg, nesse momento de crise global de saúde, sociedades e políticos colocaram de lado suas diferentes visões, se uniram e cooperaram para o bem maior de todos. “Todos fizeram o que foi preciso porque não se pode ‘dar um preço à vida humana”, afirmou a ativista pelo clima, em uma entrevista e um podcast gravado para a Sveriges Radio, na Suécia.

“Todavia, aparentemente, aqueles que morrem por causa da crise climática são pessoas cujas vidas podemos pagar, já que morreram pelas causas erradas e nas partes erradas do mundo”, criticou.

Durante os 75 minutos do programa, que pode ser ouvido neste link, em inglês, a jovem enfatizou como a pandemia mostrou ao planeta como realmente deve-se agir diante de uma crise.

“A tragédia da pandemia, é claro, não tem efeito positivo a longo prazo no clima, exceto por uma coisa, em nos mostrar como perceber e tratar uma emergência“, afirmou. “Porque durante a crise da COVID-19 subitamente agimos com a força necessária”.

A ativista, hoje com 17 anos, se tornou uma referência mundial em 2019 quando inspirou milhões de estudantes a irem para as ruas protestar contra a inação de governos para combater a crise climática. Indicada ao Prêmio Nobel da Paz, escolhida como ‘Personalidade do Ano’ pela revista Time e homenageada por uma série de outras publicações e entidades, a adolescente não mediu esforços para ressaltar que é preciso escutar a ciência.

Apesar da necessidade de manter o isolamento social, Greta continua engajada nessa luta. E sonha que após o fim da pandemia, o mundo comece a tratar a crise climática como ela realmente é: uma crise.

“Fazer o nosso melhor já não é suficiente. Agora devemos fazer o aparentemente impossível”, acredita.

O podcast gravado por Greta é dividido em capítulos e ela fala sobre sua experiência viajando o mundo no ano passado, em sua experiência, por exemplo, ao falar diante do plenário das Nações Unidas, e de sua visita à capital americana, Washington D.C.

Não deixe de ouvir! É imperdível!

*Com informações da CNN

Leia também:
“Imagina as coisas que foram ditas longe da câmera… Nosso futuro em comum é apenas um jogo para eles”, escreveu Greta Thunberg sobre declarações de Ricardo Salles

Greta Thunberg se une à Human Act e UNICEF em campanha para salvar e proteger as crianças vulneráveis durante a crise do coronavírus
Greta Thunberg e seu movimento Fridays For Future lançam vídeo impactante sobre crise climática: “Nossa casa está em chamas”
“A natureza não negocia e a física não faz acordos”, diz Greta Thunberg ao Parlamento Europeu

Foto: reprodução Facebook Greta Thunberg

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta