A nova e corajosa guerreira dos quadrinhos de Astérix é a cara de… Greta Thunberg!

Para os fãs dos personagens de Astérix, criado em 1959, pelos franceses René Goscinny e Albert Uderzo, o lançamento de uma nova história é sempre muito aguardado. Ainda mais quando se está completando uma trajetória (de imenso sucesso) de 60 anos!

Há décadas, gerações de leitores – jovens e adultos -, se encantam com as aventuras divertidas do guerreiro gaulês e seu companheiro inseparável, Obelix, que no ano de 50 A.C., vivem na aldeia de Armórica.

Com a ajuda da poção mágica feita pelo druida, Panoramix, Astérix sempre sai vitorioso das batalhas contra os exércitos de Júlio César e do Império Romano.

Pois desde o começo do ano, em janeiro, havia muita expectativa e comentários, nas redes sociais, sobre quem seria o novo personagem do 38o livro da série.

Há poucos dias, ele foi finalmente apresentado ao público. Ou melhor, ela! E seu nome é Adrenalina, filha de Vercingétorix.

“No início, a minha ideia era tirar da gaveta o próprio Vercingétorix”, explica o roteirista Jean-Yves Ferri. “O problema é que isso poderia vir a conflituar demasiado com a História, com «H» maiúsculo. Assim, acabei por preferir explorar a ideia de uma filha que ele tivesse tido, o que – claro está! – é algo completamente inventado! E foi assim que o tema do álbum começou a girar em torno da adolescência…”

Apesar de Ferri e o designer Didier Conrad admitirem uma semelhança “fortuita” de Adrenalina com a ativista sueca Greta Thunberg, fica difícil não ligar uma à outra.

Ambas usam tranças no cabelo, estão constantemente com os braços cruzados e tem uma feição determinada. Além disso, as duas se mostram irritadas quando são confrontadas por suas visões diferentes do mundo.

“Ambos tínhamos vontade de desenvolver personagens femininos”, revela Conrad. “À exceção da Zitinha, em O Presente de César, não houve adolescentes femininas em Astérix. Após 37 títulos, é sempre preferível assuntos e tipos de personagens pouco explorados pelos criadores da série, se quisermos encontrar ideias novas e trazer um certo frescor”.

Adrenalina, assim como Greta, não está sozinha na luta por mudanças. A menina gaulesa chega com uma turma de amigos. “É um verdadeiro vento de contestação que varre a aldeia, com a criação de um grupo de jovens que não compartilha as aspirações dos mais velhos. Entre eles, Salgadix e Selfix, respectivamente, filhos do peixeiro Ordemalfabétix e do ferreiro Éautomatix. Eles vão deixar Obélix maluco ao defenderem o seu estilo de vida!”, antecipam os autores.

A nova e corajosa guerreira dos quadrinhos de Astérix faz lembrar... Greta Thunberg!

Adrenalina, ao lado de sua turma

Durante a coletiva de imprensa para o lançamento da história, Conrad e Ferri afirmaram que a concepção da personagem Adrenalina se deu antes de Greta Thunberg ficar tão famosa.

“A Filha de Vercingetorix” terá uma impressão de 5 milhões de cópias, que serão traduzidas em 15 idiomas e distribuídas em 30 países. O lançamento mundial acontece em 24 de outubro.

Fonte de inspiração ou não para os escritores de Astérix, o que se sabe é que a adolescente sueca foi responsável pelo engajamento de milhões de jovens, no mundo inteiro, que têm ido às ruas protestar contra a falta de ação de seus governos para combater as mudanças climáticas.

E no universo do entretenimento, a ativista já chamou a atenção de diversos músicos. Recentemente Fatboy Slim usou seu discurso na ONU em nova versão do hit “Right here, right now” e, em julho, ela gravou uma música com a banda britânica The 1975.

Leia também:
Greta Thunberg se reúne com indígenas americanos Sioux pelo clima, participa de protestos e recebe nome de origem Lakota
Greta Thunberg está na lista da Time das 15 mulheres que lideram a luta contra as mudanças climáticas
“Vocês roubaram nossa infância e sonhos com suas palavras vazias”, diz Greta Thunberg, na ONU, em discurso emocionado
Grupo de jovens, entre eles, Greta Thunberg e ativista brasileira, denunciam Brasil e outros países na ONU
“Vocês precisam fazer o impossível. Porque desistir não pode ser nunca uma opção”, diz Greta Thunberg ao Congresso dos EUA
“Vocês não estão tentando o suficiente”, diz Greta Thunberg a senadores do Congresso dos Estados Unidos

*Com informações do site oficial do Astérix

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta