PUBLICIDADE

2022 teve recorde de alertas de desmatamento na Amazônia

2022 teve recorde de alertas de desmatamento na Amazônia

A área sob alertas de desmatamento na Amazônia atingiu 4.793 km2 no acumulado de agosto a dezembro, recorde para o período na série histórica iniciada em 2016, segundo dados do sistema Deter-B, do Inpe, divulgados na sexta-feira (06/01). Houve aumento de quase 54% em relação aos mesmos cinco meses de 2021.

Como a taxa de desmatamento na Amazônia é medida sempre de agosto de um ano a julho do ano seguinte, a destruição será herdada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na taxa oficial de 2023.

Mesmo com dados parciais (foram contabilizados 30 dias de dezembro até o momento) e influenciados por cobertura de nuvens (isso ocorre principalmente de novembro a abril), o resultado do Deter-B é alarmante. Confirma a corrida pelo desmatamento que ocorreu no fim do mandato de Jair Bolsonaro, revertendo a tendência de queda registrada pela taxa oficial, do sistema Prodes, de agosto de 2021 a julho de 2022 em relação ao período anterior.

“Os alertas de destruição da Amazônia bateram recordes históricos nos últimos meses, deixando para o governo Lula uma espécie de desmatamento contratado, que vai influenciar negativamente os números de 2023. O governo Bolsonaro acabou, mas sua herança ambiental nefasta continua”, disse o secretário executivo do Observatório do Clima, Marcio Astrini.

Lábrea e Apuí, no sul do Amazonas, encabeçam o ranking de municípios com maior área desmatada de agosto a dezembro. As cidades ficam no eixo da BR-319 (Manaus-Porto Velho), obra da ditadura militar que o governo Bolsonaro retomou – a licença prévia para o asfaltamento da rodovia foi concedida em junho, atropelando pareceres de técnicos do próprio Ibama (leia mais aqui). O aumento do corte raso na região é explicado pela expectativa da obra, que corta o maior bloco de florestas intactas do bioma.

A ministra Marina Silva tem sete meses para reativar o Ibama e impedir mais uma tragédia na taxa de 2023.

*Texto publicado originalmente em 06/01/23 no site do Observatório do Clima

Leia também:
“A tarefa não é minha, é do povo brasileiro. É uma tarefa política, que se coloca à altura do desafio que o mundo espera de nós”, diz Marina Silva
“Vamos lutar pelo desmatamento zero da Amazônia”, afirma Lula, em discurso após a vitória

Foto de abertura: Alberto César Araújo/Amazônia Real/Fotos Públicas

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE