PUBLICIDADE

160 animais são encontrados dentro de mala em aeroporto: 29 cobras numa lata de leite

Mais uma vez, autoridades aduaneiras conseguiram interceptar o contrabando de espécies silvestres exóticas durante uma fiscalização no aeroporto. O caso aconteceu em Lima, no Peru. Numa operação conjunta entre o Serviço Nacional Florestal e de Fauna Silvestre (SERFOR) do Ministério de Desenvolvimento Agrário e Irrigação, Aduanas e a Policia Nacional do Peru foi apreendida uma mala com 160 animais.

O dono da mala era um homem com dupla nacionalidade, peruano-americana, e estava chegando no Aeroporto Internacional Jorge Chávez de Lima vindo de Miami, nos Estados Unidos. Ele não possuía nenhuma documentação sobre a procedência dos bichos.

Entre os animais que foram encontrados dentro da mala havia répteis, aranhas, tartarugas e serpentes. Segundo o SERFOR, todos estavam acondicionados em péssimas condições – citadas pelas autoridades como “deploráveis”. Alguns foram escondidos em frascos de remédios, outros em caixas plásticas de ferramentas e parafusos, e ainda embrulhados com algodão dentro de canudos, que foram distribuídos em caixas de sapatos dentro de duas malas (uma que estava dentro do avião e outra despachada). Havia até cobras numa lata de leite em pó infantil.

160 animais são encontrados dentro de mala em aeroporto: 29 cobras numa lata de leite infantil

Infelizmente, quatro animais já se encontravam mortos
(Foto: divulgação SERFOR)

No contrabando havia 15 exemplares de espécies protegidas internacionalmente pela Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção (CITES), como o lagarto conhecido como varano-das-savanas (Varanus exanthematicus), o camaleão-de-jackson (Trioceros jacksonii) e a tartaruga-mapa (Graptemys ouachitensis).

Ainda segundo a polícia do Peru, a maior parte dos animais selvagens exóticos apreendidos são invertebrados como tarântulas de diversas espécies e de diferentes origens (África, Panamá, Brasil), assim como cobras e sapos.

160 animais são encontrados dentro de mala em aeroporto: 29 cobras numa lata de leite infantil

Camaleão-de-jackson era uma das espécies escondidas na mala
(Foto: divulgação SERFOR)

Os animais, muitos desidratados, foram encaminhados para centros de criação autorizados e passarão por um processo de quarentena.

A suspeita é que o objetivo era enviar as espécies para serem vendidas na Ásia. No mercado ilegal, o valor total das “mercadorias” poderia chegar a U$ 60 mil.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), o tráfico ilegal de vida selvagem é classificado como uma das maiores e mais lucrativas atividades de crime organizado transnacional do mundo, juntamente com o tráfico de drogas, o tráfico de seres humanos e o tráfico de armas. Estima-se que movimente cerca de U$ 20 bilhões por ano.

160 animais são encontrados dentro de mala em aeroporto: 29 cobras numa lata de leite infantil

Tartaruga de espécie protegida que também fazia parte do contrabando
(Foto: divulgação SERFOR)

*Com informações do SERFOR

Leia também:
Ibama apreende 60 ovos de aves silvestres com turista chinês no aeroporto de Guarulhos

Arara-azul-de-lear roubada do Brasil pode ter sido avistada voando em cidade do Suriname
Traficantes internacionais oferecem ararinha-azul, por WhatsApp, com entrega na porta de casa
‘Sou Amigo da Fauna’: projeto convoca sociedade para combater o tráfico de animais silvestres, a caça e a pesca ilegais
Contra o tráfico, tecnologia inédita ajuda a PF do Amazonas a identificar a origem de animais vendidos em criadouros

Foto de abertura: divulgação SERFOR

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE