150 Fotos para São Paulo: fotógrafos doam obras para ajudar pessoas carentes em meio à pandemia de coronavírus

150 Fotos para São Paulo: fotógrafos doam obras para ajudar pessoas carentes em meio à pandemia de coronavírus

O título da deslumbrante fotografia acima é “Esperança”. Ela foi feita pelo fotógrafo de natureza Luciano Candisani há 20 anos, no Atol das Rocas, e mostra o primeiro mergulho de uma tartaruga marinha recém-nascida. “Ela fala de desafios. E de esperança”, escreveu ele em seu perfil no Instagram.

E esperança é a palavra perfeita para definir a iniciativa a que Candisani e outros 149 fotógrafos abraçaram para ajudar a cidade de São Paulo a enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Cada um deles doou uma de suas obras para serem vendidas, inúmeras vezes, sem limite de cópias, e assim, arrecadar dinheiro para entidades que trabalham com pessoas em situação de vulnerabilidade no centro e nas periferias da capital paulista.

Segundo a última atualização dos números de casos de COVID-19, feita pelo Ministério da Saúde, em 27/04, já há mais de 20 mil pessoas contaminadas na cidade de São e os mortos passam de 1.800 mil.

A venda das fotos acontece até o dia 5 de maio no site da iniciativa – 150 Fotos para São Paulo. O valor de cada obra é 150 reais.

Entre os fotógrafos que participam da ação estão Araquém Alcântara, Bruno Morais, Claudia Jaguaribe, Luisa Dörr, Rogério Assis, Victor Moriyama, dentre outros.

As cópias serão impressas em papel algodão – PhotoRag no tamanho 20x30cm (qualidade usada em exposições de museus).  

150 Fotos para São Paulo é mais uma das lindas iniciativas que surge durante a pandemia do COVID-19. Em momentos tão difíceis como o atual, é um acalento saber que a solidariedade e a generosidade falam mais alto e a união de esforços nasce como uma força maior.

Leia também:
Eduardo Kobra cria nova obra e lança campanha para ajudar moradores de rua durante pandemia do coronavírus
Fotógrafo brasileiro integra júri do World Press Photo, o mais importante prêmio de fotojornalismo do mundo
A ‘Floresta Viva’ de Luciano Candisani, em exposição

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta