Will Smith se junta a grupo de celebridades negras que vão boicotar Oscar 2016

protesto de will smith contra oscar 2016

Spike Lee foi o primeiro a anunciar o boicote. Diretor do premiado filme Faça a Coisa Certa (entre diversos outros, que abordam justamente a questão racial), declarou que não iria à maior festa de premiação do cinema americano, o Oscar, em Los Angeles, porque pelo segundo ano seguido, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas não indicou nenhum ator negro para concorrer à cobiçada estatueta dourada.

Assim como em 2015, os 20 atores indicados são todos brancos. Após o protesto de Spike Lee, rapidamente outras celebridades endossaram o boicote e a hashtag #OscarSoWhite (Oscar branco demais, em tradução livre) se espalhou pelas redes sociais.

Na semana passada, antes de Will Smith (na foto que abre este post) vir a público apoiar o movimento, sua mulher, a também atriz Jada Pinkett já tinha se pronunciado a favor do boicote. Ela foi uma das primeiras a aderir ao protesto liderado por Spike Lee. Na verdade, logo após o anúncio dos indicados ao Oscar, Jada comentou em sua conta no Twitter que os negros são sempre convidados a entregar a estatueta, mas que raramente são reconhecidos pelos seus feitos. Logo em seguida, ela questiona se os negros deveriam então participar da cerimônia.

Will Smith, que já foi indicado ao Oscar duas vezes, disse no programa de televisão Good Morning, America, que não iria ao Oscar 2016. “Minha mulher não vai participar. Seria estranho se eu aparecesse lá. Somos parte da comunidade. Mas neste exato momento não estamos confortáveis para estar lá. Vai parecer que está tudo bem”.

A iniciativa encabeçada pelo diretor Spike Lee, que em novembro do ano passado recebeu um Oscar honorário da academia de cinema pela sua carreira – e na cerimônia criticou a falta de diversidade na indústria cinematográfica -, conta com outros nomes de peso da grande tela.

Em 2015, muitos fãs de cinema criticaram a entidade porque o filme Selma – Uma Luta pela Igualdade, que falava sobre a vida do ativista Martin Luther King, recebeu somente duas indicações ao Oscar (nas categorias Melhor Filme e melhor Canção Original). Foram completamente ignorados o ator principal, David Oyelowo, e a diretora Ava DuVernay.

Uma grande ironia é que o ator negro Chris Rock será o mestre de cerimônias da festa deste ano. A presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, Cheryl Boone Isaacs, também é negra. Ao comentar o movimento #OscarSoWhite se disse “frustrada”.

Entre os atores negros que eram cotados para concorrem ao Oscar 2016 estavam Michael B. Jordan, por Creed: Nascido para Lutar, Idris Elba, por Beasts of No Nation, e Samuel L. Jackson, por Os Oito Odiados.

É realmente lamentável que em pleno século XXI pessoas negras ainda enfrentem preconceito e discriminação. Não exisitirá um sociedade justa e sustentável até o dia em que finalmente, governo, empresas, sociedades e cidadãos realmente ajam e vejam que somos todos iguais, independente da cor de nossas peles ou de nossas crenças religiosas.

Leia também:
#orangetheworld: mundo se ilumina de laranja pelo fim da violência às mulheres
Campanha #MeuAmigoSecreto denuncia machismo e discriminação contra mulheres
Contra o racismo, a violência e pelo bem viver!

Foto: reprodução Facebook Will Smith

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

2 comentários em “Will Smith se junta a grupo de celebridades negras que vão boicotar Oscar 2016

Deixe uma resposta