Virada Sustentável SP: quatro dias de muita mobilização, diversão e sustentabilidade


A 7ª. edição do maior e mais divertido festival de mobilização e educação para a sustentabilidade do país, a Virada Sustentável, vai acontecer de 24 a 27 de agosto em parques, teatros, centros culturais, museus, escolas e universidades de São Paulo. Como a cooperação – o “fazer junto” – é o fio condutor deste encontro, reúne ONGs, órgãos públicos, coletivos de cultura e movimentos sociais, que promovem grande diversidade de atividades: oficinas, workshops, peças de teatro, rodas de conversa, debates, shows, exibição de filmes e exposições.

Em todas as ações, ideias inovadoras e práticas sobre consumo consciente, mobilidade urbana, inclusão, biodiversidade, cultura de paz e cidadania, idealizadas com base nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da ONU (leia O que esperar dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável), que permeiam todos os projetos do grupo.

Idealizado por André Palhano, foi na capital paulistana que o evento começou, mas desde 2015, também tem ‘virado’ outras cidades brasileiras como Manaus, Porto Alegre, Valinhos, Salvador e Rio de Janeiro. Em breve, também passará pelas cidades praianas de São Sebastião e Ilhabela.

São tantas as atividades desta edição que é impossível descrevê-las aqui, mas, no site do evento, tem uma página inteira com a programação.

Destaco, aqui, alguns temas e ações e começo pelo fim do festival: pra encerrá-lo, Arnaldo Antunes apresentará o show A Casa É Sua, no Parque do Ibirapuera, às 17h. O festival também tem Música e Meditação no Escuro com Monja Cohen, em 25/8.

Descarte de resíduos é tema indispensável entre as atividades da Virada, por isso, vai ter Coleta de Lixo Eletrônico todos os dias, em locais diferentes: 24 e 25, na Unibes Cultural, das 10h às 22h; 26/8, no Parque Ibirapuera, das 10h às 18h e, 27/8, no Parque Trianon, das 10h às 18h.

Conversas sobre o masculino reúne Gustavo Tanaka, José Bueno e Fernando Belatto e mediação de Karinna Forlenza, em xxxxxxx Também tem Workshop de Propósito de Vida, no último dia.

Economia Circular é destaque na Virada. Há, pelo menos, dois encontros interessantes que tratarão do tema: o 4º. Encontro da Sustentabilidade, realizado pela FEAUSP, com apoio de ponteAponte, no Amani Institute, e Novas Formas de Produzir, Consumir e se Relacionar, realizado pelo Laboratório de Inovação Social da FGV e Exchange4Change Brasil, com apoio da Rede Brasileira do Pacto Global (precisa se inscrever para acompanhar, no site da FGV).

Conservação é com o IPÊ – Instituto de Pesquisas Tecnológicas e sua Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS), que vão promover debates para falar de como a conservação é um ótimo negócio. Perfeito pra quem ainda não entende como pode ser praticado o desenvolvimento sustentável. Dia 25, às 14h, na Unibes Cultural.

O artista Eduardo Srur volta ao Rio Pinheiros, nesta Virada Sustentável, para convidar os moradores da cidade para uma pescaria. Sim, nesse rio imundo! Diversão e conscientização garantidas. Não perca! É na Estação Pinheiros (trem e metrô).

Vai ter cinema de graça na Virada também! Filmes da Mostra Ecofalante – inclusive infantis – serão exibidos em diversos pontos da cidade. O Museu Catavento abre as portas para a criançada. No Auditório do Ibirapuera, debates e, no parque Mário Covas, cinema ao ar livre. Unibes e Umapaz também recebem a Mostra. Veja a programação completa no site.

Quer ‘virar’ com a cidade também? Mais informações no site da Virada Sustentável. E não esqueça! Nas redes, use as hashtags  #viresp #euvirosp

Leia também:
Agenda 2030: desde 1/1/2016, uma bússola para o novo mundo

Foto: Pexels/Pixabay

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Deixe uma resposta