Uma experiência de ecologia profunda pela Amazônia

Oi! Este é um texto sensorial inspirado na filosofia da ecologia profunda (no final dele, compartilho links para você poder se aprofundar, se quiser). Ficou curioso? Vou estimular o seu sentir. Quero que você sinta cada linha escrita aqui. Se dê cinco minutos para isso. Você merece.

Primeiro, peço para fechar os olhos por um instante e se conectar com as batidas do seu coração. Isso mesmo. Por alguns minutinhos, ouça o seu próprio coração.

*

*

Agora que você o ouviu, te faço mais um pedido: clica na música abaixo (se preferir, tem também no Spotify) e deixe essa música tocar enquanto você lê o texto. Dá o play e vem comigo.

Agora não sou eu, mas o planeta Terra que vai falar com você. Leia vagarosamente…

*

“Querido filho, querida filha! Que alegria falar com seu coração nesse momento. Eu sei, os tempos andam difíceis e muitas vezes você tem vontade de fugir. Eu vejo e sinto seu sofrimento. Te acolho. Sinta.

Estou aqui para te lembrar de lembrar de olhar primeiro para a beleza do seu interior e cuidar muito bem dela para que você esteja forte o suficiente para fazer o que quer que seja por mim, com todas as formas de vida que carrego. Esta é minha primeira mensagem.

A outra é que existe uma parte de mim bem vulnerável nesse momento – são muitas, na verdade. Mas como você está no Brasil, te conto que a Amazônia precisa de sua ajuda e, principalmente, de seu amor.

Agora, ouvindo essa música, sinta o amor que te habita e emane à Grande Floresta todo amor que puder, com a intenção de que mais e mais pessoas em todo o mundo também sejam capazes de amá-la.

Agora expanda seu amor por todo o seu corpo…

Veja sua luz crescer ao ponto de inundar sua cidade, todos os países e continentes…, até atingir todo o meu corpo de planeta.

Seu potencial de me amar é ilimitado.

Compartilhe… isso!… me preencha com sua luz.

Quanto mais você compartilha, mais se torna capaz de iluminar.

Isso!

Sente algo? O que?

Esteja consciente de seus sentimentos e emoções.

Deixe fluir.

Sente uma alegria em seu interior?

Se acalma?

Repare…

Una-se com quem sente o mesmo e quer proteger a floresta.

Apoie iniciativas que toquem o seu coração.

Vá visitá-la. Imensa e poderosa que é.

A Amazônia precisa de você para continuar vivendo. E você precisa dela.

Apoie todas as iniciativas que puder. Faça o que seu coração mandar… você pode proteger a vida.

Eu sou vida.

Preciso de você. E você, de mim.

Anime-se e aja, todo dia, pelo mundo melhor que sonha.

Comece por você.

Me ajude a te ajudar.

Com amor,

Terra”

Você acha que apenas leu um texto agora? Não. Você atuou com seu amor como curador e curadora do mundo e a mudança mais radical que esperamos ver começa aí, com a irradiação de nosso melhor, de dentro para fora, para que nossos pensamentos, palavras e ações sejam coerentes com a nossa verdade interior.

Não existe jeito mais bonito de viver nessa nossa passagem tão rápida por aqui.

Respire fundo…

Que seu dia te abençoe com muitas alegrias, em seu passo a passo para fazer uma diferença positiva neste mundo. Diz o povo Hopi: nós somos aqueles por quem estávamos esperando.

Para acompanhar mais de perto o que posto sobre estes e outros assuntos, me segue nas redes:
– Instagram: @karina.miotto
– Twitter: @karinamiotto
– Youtube
– Reconexão Amazônia no instagram: @reconexaoamazonia

Com amor,

Karina.

Foto: eu, pelo olhar sensível de Yulli Nakamura @yulli.nakamura

Karina Miotto

Conectada com a força da floresta – guiada, protegida e inspirada por ela. Jornalista ambiental, educadora e fundadora do Reconexão Amazônia. Há mais de uma década tem se dedicado a proteger a Amazônia, onde morou por cinco anos. Mestre em Ciências Holísticas pela Schumacher College, Inglaterra, é formada em Educação para a Sustentabilidade pelo Gaia Education e Vivências com a Natureza pelo Instituto Romã.

2 comentários em “Uma experiência de ecologia profunda pela Amazônia

  • 5 de dezembro de 2018 em 12:40 AM
    Permalink

    Maravilhosa postagem. Parabéns!!!

    Resposta
  • 8 de dezembro de 2018 em 7:29 AM
    Permalink

    Eu deixo gratidão, imensa pela vida que me é oferecida e pelo teu texto, redigido por muitas mãos. Porém, deixo também tristeza e incerteza pelo futuro da nossa casa. Ainda que não junto a ti nesse caminho, de um modo mais próximo, aqui estou, filho da Terra, em união de alma com a grande mãe e contigo também. Espero que possamos aprofundar o sentir e agir aqui em Floripa. Espero a tua volta.
    Um abraço, bons caminhos, bons ventos, boa vida!

    Resposta

Deixe uma resposta