Um dia para aprender brincando do lado de fora

Se você é educador, seria ótimo ler este post antes de sair pra trabalhar. Se você é pai ou mãe, seria bacana lê-lo antes de levar seu filho para a escola. Assim, seria possível garantir um dia diferente para todos. Mas a notícia está valendo, mesmo que vocês leiam mais tarde ou em outro dia.

Hoje, 19/5, acontece mais uma edição do Dia de Aprender Brincando – divulgado no Brasil pela ONG Cidade Escola Aprendiz  iniciativa que chegou ao Brasil no ano passado. Falamos sobre ela, aqui no blog, em 2016. Este dia é dedicado a desafiar as escolas ao redor do mundo a adotar práticas fora da sala de aula. Isso acontece pelo mundo desde 2011.

A Ana Carol – uma das autoras deste blog – trabalha dentro da escola e tem vivenciado, com muita frequência e há muito tempo, uma rotina de desculpas para que isso não aconteça. No entanto, percebemos que, dentro dessa rotina, todos os dias as escolas têm muitas oportunidades para utilizar o espaço externo e fazer tudo que está na grade curricular de outro jeito.  Quando a Ana Carol visitou as escolas da floresta, na Inglaterra, no início de 2016, teve a oportunidade de observar (e ter certeza) de que tudo que se faz do lado de dentro é possível se fazer do lado de fora.

Mas, então, o que nos impede de deixar isso acontecer? Será o medo? Quais são as desculpas para se manter os alunos dentro da sala de dentro? Entre elas, cremos que muitas estão relacionadas ao clima/tempo. Se está frio, é porque está frio. Se há nuvens no céu, é porque há probabilidade de chuva. Se choveu, é o espaço que está molhado. Se está ventando, é porque vento pode deixar as crianças doentes. Se faz sol, é porque está muito quente.

Nas escolas da floresta, as crianças ficam do lado de fora em qualquer clima: muito frio, neve, chuva ou calor. O que acontece é que, sabiamente, educadores e crianças aprendem a lidar com as variações do clima usando roupas adequadas. Não tem mistério, nem drama.

Hoje, neste Dia de Aprender Brincando – um dia para experimentar as possibilidades que existem do lado da de fora da escola por meio de brincadeiras – convidamos você a sair, faça chuva ou faça sol. Te desafiamos a sair!

Uma dica para começar: saia da sala e tente fazer algo que você já faz, experimente um novo espaço, uma nova organização, um outro olhar. Vale contar uma história, promover uma roda de conversa, uma sessão de cantoria, vale fazer arte ou brincar livremente. O que realmente importa é dar esse primeiro passo para fazer diferente. Esta é a primeira saída que pode provocar muitos outros dias do lado de fora. E nós, do projeto Ser Criança É Natural, sabemos que isso é possível.

Temos acompanhado muitas escolas que estão promovendo essa mudança. As Caixas da Natureza Grupos – uma de nossas iniciativas – também têm criado um movimento de descoberta dos espaços externos e da natureza que existe nas escolas. Queremos que as crianças estejam todos os dias fora da sala de aula e que esta data possa contribua para o início de um movimento dentro de você. Este pode ser o primeiro de muitos movimentos que você poderá fazer para encontrar sentido e sentir cada vez mais necessidade de educar suas crianças no espaço externo.

Sim, você pode até dizer  “a escola na qual eu trabalho não tem espaços naturais acessíveis para as crianças”. Oras, mas o céu não é natureza também? O simples fato de estar na área externa, de tomar ar fresco e sentir a luz do sol já é um grande começo. Todos os dias provocamos as crianças para que elas se desenvolvam, não é mesmo? Então… precisamos também desafiar nossas ações, pois nós também estamos permanentemente nos desenvolvendo.

Estar em um espaço aberto, mudar de perspectiva e reconhecer todas as possibilidades que existem vai te estimular a dar belos passos como educador e também como ser humano. Liberdade e confiança poderão ser guias preciosas.

Comece do lado de fora fazendo algo que você está acostumado a fazer nos espaços internos. Apenas por hoje – ou amanhã, caso não tenha dado tempo de ler este post e aproveitar este dia. Procure afastar as dificuldades e encontre as inúmeras possibilidades que existem para sair. Sair da zona de conforto e alterar pequenas porções da rotina com um olhar diferente para o espaço em que você e as crianças estão pode ser incrivelmente revelador. Abra-se para observar as vantagens e os novos desafios que essa experiência proporciona.

No projeto Experiências da Semana, também proposto por nós com nosso programa, e publicado todas as segundas-feiras nas nossas redes sociais, você encontra muitas dicas para brincar com a natureza de maneira simples. No site do Dia de Aprender Brincando há indicações de materiais que também podem orientar estes momentos.

Se você é pai, provoque a escola de seu filho a trabalhar cada vez mais do lado de fora com as crianças. O movimento também pode partir das famílias. O principal é não arranjar desculpas: já pra fora, todo mundo!

Em tempo: segundo o site do movimento Dia de Aprender Brincando, a iniciativa este ano teve ótimo retorno: cerca de 150 mil crianças participaram de atividades ao ar livre pelo Brasil.

Foto: Ana Carol Thomé

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto “Ser Criança é Natural” para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Ana Carolina Thomé e Rita Mendonça

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto “Ser Criança é Natural” para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Deixe uma resposta