Trump revoga proibição de entrada nos Estados Unidos de troféus de caça de elefantes

Trump revoga proibição de entrada nos Estados Unidos de troféus de caça de elefantes

*Atualizado em 20/11/2017

Mais uma medida estúpida tomada pelo presidente americano Donald Trump que choca o mundo inteiro. Esta semana, o U.S. Fish and Wildlife Service (FWS), departamento que regulamenta a pesca e a vida selvagem, anunciou que estava revogando a lei que proibia a entrada no país de troféus de caça, com chifres, cabeças e outras partes dos corpos de elefantes.

Foi durante o governo do ex-presidente Barack Obama que foi instituída a legislação que proibia a importação de troféus de caça, provenientes da Zâmbia e Zimbábue, na África. O objetivo era ajudar na conservação dos elefantes, que são considerados seriamente ameaçados de extinção desde 1978.

Organizações ambientais e de proteção animal logo se manifestaram contra a notícia. A Humane Society dos Estados Unidos se disse chocada com a decisão cruel e lançou uma petição online para que os americanos tentem derrubar a medida.

Segundo o U.S. Fish and Wildlife Service, a revogação da lei “pode gerar mais recursos para a conservação da espécie”. Todavia, Wayne Pacelle, da Humane Society, afirma justamente o contrário. “Evidências apontam que a caça aumentou em áreas onde troféus são permitidos”.

Eric e Donald Trump Jr., filhos do presidente, são adeptos da caça de animais selvagens. Em 2012, um deles foi fotografado ao lado de um elefante morto, o que provocou revolta nas redes sociais.

Trump revoga proibição de entrada nos Estados Unidos de troféus de caça de elefantes

Diversas entidades dos Estados Unidos pretendem entrar com uma ação legal contra a medida anunciada.

A população de elefantes na África diminui cerca de 30% entre 2007 e 2014. A caça é tida como a principal responsável pela morte dos animais (leia mais sobre o censo feito em 2016 neste outro post).

Impossível não se revoltar com mais este ato monstruoso e ignorante de Trump!

*Devido a enorme repercussão mundial, 48 horas após o anúncio da medida, Trump anunciou sua suspensão para maior análise do tema. 

Leia também:
Chapada dos Guimarães vai abrigar primeiro santuário de elefantes da América Latina

Hong Kong proíbe venda de marfim para frear matança ilegal de elefantes

Foto: Jason Wharam/Creative Commons/Flickr

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta