Tesla apresenta seu caminhão elétrico

Tesla apresenta seu caminhão elétrico

Depois dos carros elétricos, é a vez da fabricante americana Tesla, do empresário e visionário Elon Musk, investir em caminhões elétricos. A marca fez uma apresentação – em alto estilo, como sempre – , para a imprensa no último dia 17/11, em Los Angeles.

O caminhão, chamado de semi-truck nos Estados Unidos, tem a cabine separada, que pode ser acoplada ao resto do veículo. Em apenas 20 segundos, ele atinge uma aceleração de 0 a 96 km, totalmente carregado. Segundo a Tesla, sua performance em subidas é melhor do que a de caminhões movidos a diesel.

Com somente uma recarga, o novo caminhão da Tesla consegue rodar entre 482 e 800 km. O consumo de energia é menos de 2 kWh/1,6 km.

O veículo vem ainda com piloto-automático para evitar colisões e duas telas laterais com computador de bordo.

De acordo com Musk, o custo da eletricidade hoje é metade do que o do diesel. Ele garante que em dois anos, o proprietário do caminhão irá economizar cerca de 200 mil dólares com combustível.

“É um suicídio econômico continuar usando caminhões a diesel”, afirmou.

A produção dos veículos pesados da Tesla deve começar em 2019. Entretanto, existe no mercado uma desconfiança sobre a capacidade da marca em produzir unidades em larga escala.

O anúncio do caminhão elétrico acontece em um momento delicado para a empresa. Recentemente, funcionários fizeram acusações sobre discriminação sexual e racial e baixos salários na companhia.

Elétricos pesados

A Tesla não é a única que está colocando suas fichas em modelos pesados mais sustentáveis, ou seja, menos poluentes. Em setembro, a Daimler informou que estava entregando seus primeiros caminhões com baterias elétricas, o Fuso eCanter, para a empresa de entrega UPS. “O jogo acaba de começar”, disse então Mark Llistosella, executivo chefe da Ásia.

Em julho do ano passado, mostramos aqui, neste outro post também, que a fabricante sueca de caminhões Scania, a alemã Siemens e o governo da Suécia anunciaram o início das operações da primeira estrada elétrica do mundo. Localizada perto da cidade de Gävle, a cerca de 2 horas da capital Estocolmo, a nova tecnologia funciona em um trecho de 2 quilômetros de uma rodovia (E16) já existente, em condições normais de tráfego.

O caminhão híbrido da Scania teve acoplado em sua parte superior o engate para se conectar aos cabos elétricos. Assim que ele entra no trecho elétrico da estrada, a conexão é ativada. Em outras situações, o veículo funciona como híbrido, ou seja, por combustão utilizando biocombustível ou com a bateria elétrica.

Leia também:
Elétrico, autônomo, conectado e compartilhado
Holanda pode aprovar lei que só permitirá compra de carros novos elétricos
Suíça testa primeiro sistema de ônibus elétricos sem motorista do mundo
Carros elétricos serão recarregados nas ruas de Munique

Fotos: divulgação Tesla e Daimler

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta