Tartarugas marinhas resgatadas sujas com óleo voltam, finalmente, ao mar

Tartarugas marinhas resgatadas sujas com óleo voltam, finalmente, ao mar

*Atualizado em 09/11/19

Depois de tanta tragédia e más notícias nos últimos dois meses, uma imagem para dar alento a nossos corações. Três tartarugas marinhas, encontradas sujas com óleo, encalhadas em uma praia, no início do mês de outubro, foram soltas em alto mar, a 23 km de Aracaju, no Sergipe.

As duas tartarugas-olivas e a tartaruga-cabeçuda foram resgatadas graças aos esforços de diversas entidades, entre elas, o Instituto Biota de Conservação, o Ibama e o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas. Depois disso, foram levadas para um Centro de Reabilitação e Despetrolização de Fauna Silvestre da Fundação Mamíferos Aquáticos, onde passaram cerca de quatro semanas.

“As três estavam muito debilitadas e tinham pneumonia porque haviam aspirado óleo também. Então, fizemos todo o tratamento químico, e durante o tratamento elas passaram por alguns banhos para despetrolização, com óleo mineral e detergente neutro. Depois de completamente limpas, elas foram para um tanque maior, para que se alimentassem sozinhas, nadassem, afundassem e fizessem todos esses comportamentos normais da espécie”, explicou a veterinária, Rafaelle Monteiro, em entrevista publicada pelo G1 Sergipe.

Tartarugas marinhas resgatadas sujas com óleo voltam, finalmente, ao mar

Registro de uma das tartarugas sendo devolvida ao mar

“Hoje, após quase um mês em reabilitação, a Fundação Mamíferos Aquáticos, junto com o ICMBio e o Projeto Tamar, devolveu os animais à natureza… A sensação é de dever cumprido”, comemorou a organização em sua página no Instagram.

Os dados mais recentes divulgados pelo Ibama revelam a dimensão do impacto da tragédia: já são mais de 400 localidades (praias) atingidas, em 105 municípios, dos nove estados do litoral nordestino.

O número de animais encontrados mortos chegou a 95, a grande maioria deles, tartarugas marinhas. Bahia, Alagoas, Ceará e Rio Grande do Norte foram os estados que registraram as principais ocorrências.

Leia também:
Óleo contamina recifes da Costa dos Corais, em Alagoas, uma das maiores barreiras do mundo
Mais de 300 praias já foram afetadas pelo óleo: visitação em Abrolhos é suspensa
“Peixe é inteligente, quando vê mancha de óleo, foge”, diz secretário da Pesca, para tranquilizar população
Já são mais de 80 animais mortos pela contaminação de óleo no litoral nordestino

*Texto alterado para atualizar o número de localidades (praias) atingidas pelo óleo

Imagens: reprodução vídeo Fundação Mamíferos Aquáticos / Rafaelle Monteiro e Aecio Posener

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta