Desfile da Portela emociona o público com a ala “Um rio que era doce”

Era para ser uma noite só de alegrias, mas a escola não deixou de mencionar a tragédia ambiental do Rio Doce, com a presença de enormes pescadores desesperados perante o mar de lama e a morte de milhares de peixes

Ler mais

Abraço da morte

Abraços. Apertados, delicados, cortantes, firmes, carinhosos. Mortais. Morreriam de qualquer forma no chão do barco, enleados na rede, jogados na areia. Mas, ganharam um abraço do pescador, algoz momentâneo em dilema de sobrevivência

Ler mais