Água do rio Paraopeba continua imprópria para uso e com metais pesados um ano após tragédia de Brumadinho

Análises feitas pela SOS Mata Atlântica indicam concentração de cobre 44 vezes superior ao limite máximo permitido pela legislação. Dos 23 pontos do rio avaliados pela expedição, nenhum apresentou qualidade boa ou ótima

Ler mais

Contaminação do rio Paraopeba com rejeitos de minério já chega a 90 km de Brumadinho

O nível de oxigênio na água está baixíssimo, impossibilitando a vida de peixes e micro-organismos no Paraopeba. Os resíduos têm grande concentração de ferro e metais pesados, que asfixiam o rio

Ler mais