Como transformar a dor em arte

A Casa Frida, na periferia de Brasília, acolhe mulheres vítimas de violência e promove a cultura como forma de espalhar amor pela cidade

Ler mais

O universo dos povos indígenas do Xingu sob o olhar de Renato Soares, em exposição no Rio de Janeiro

Com ele, a vida nas aldeias ganha uma plasticidade ímpar que além de encantar, nos convida a refletir sobre a luta dos povos indígenas para manter sua identidade viva e reconhecida

Ler mais

Ilha Grande e Paraty ganham título de Patrimônio Mundial da Unesco

Os dois sítios no litoral do Rio se juntam à lista de alguns dos lugares mais lindos do planeta e considerados pela entidade como tendo inestimável valor e significado para a civilização moderna

Ler mais

O que fazer com a diversidade étnica dos povos amazônicos?

Do ponto de vista governamental, não se sabe o que fazer com a Amazônia e seus povos. Mas no dia em que não houver mais lugar para o indígena, não haverá lugar para o humano. A morte da floresta é a nossa morte

Ler mais

Emilie Barrucand: proteger indígenas é proteger a floresta

Antropóloga francesa dedica-se integralmente à preservação das tradições dos povos Kayapó e Pareci, na Amazônia brasileira

Ler mais

Pajé Mapulu Kamayurá recebe Prêmio Direitos Humanos 2018 por proteger a saúde dos povos indígenas, especialmente das mulheres

Ela é guardiã da ancestralidade de seu povo. Cuida da saúde nas aldeias do Alto Xingu e quer conquistar o respeito dos agentes de saúde, integrando as práticas e rituais da pajelança com a medicina, mantendo vivos os ensinamentos de seu pai, o cacique Tacumã, pela preservação da cultura e dos costumes indígenas

Ler mais

Palmas para que te quero

Palmas. Muito bem! Quero fugir mesmo. Será que adianta? Pernas para que te quero. Salto sobre qualquer mero dejeto. Mais afeto. Que as mãos se encontrem na ciranda sem muros para não solidificar a solidão e plasmar menos sofreguidão. Sem direção. Não.

Ler mais

‘Desenrola e Não Me Enrola’: o jornalismo da quebrada

Coletivo de comunicação criado na periferia de São Paulo em 2013, ajuda a mudar a relação dos jovens com o poder público, seguindo a lógica da economia de compartilhamento e promovendo o empreendedorismo, a cultura, a arte, a cidadania

Ler mais

Literatura de Cordel é reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil

Mesmo sem apoio e com muito preconceito, este gênero literário que mescla oralidade, música, desenhos e escrita é uma das formas de expressão mais importantes do país. Imagina agora…

Ler mais

Um encontro poético e político de sotaques

Dessas minhas últimas andanças por Porto Alegre e São Paulo, fiquei com alguns sotaques na minha cabeça: alemão, coreano, japonês… Fui a clubes, institutos e exposições, como a de Hilma af Klint, na Pinacoteca

Ler mais