Quão corajoso você é?

É preciso ter coragem para enfrentar situações de risco, entretanto, mais coragem ainda para reconhecer nossos medos e superá-los

Ler mais

Por uma cidade mais lúdica

Pense por um minuto em suas memórias de infância em sua cidade… Arrisco dizer que suas lembranças estarão preenchidas por eventos significativos e carregados de afeto. E como serão as memórias de nossos filhos?

Ler mais

Não tem tempo para brincar?

Aproveitar as brechas no tempo do relógio, nos dá a possibilidade de transformar o mundo e a nós mesmos: tudo é descoberta, movimento, tudo pode ser feito e construído, de novo e de novo

Ler mais

Dia de Aprender Brincando… ao ar livre! Vamos nessa?

Participar deste dia é integrar um movimento mundial de pessoas que acreditam que o brincar ao ar livre é tão ou mais importante que estar em sala de aula

Ler mais

A circulação de brincadeiras nos espaços das cidades

Repensar os espaços públicos transcende a infância e está relacionado ao viver na cidade. Se a rua privilegia o automóvel sobre o pedestre, ela morre e começa o fim da cidade

Ler mais

Vamos aprencar?

Um dos significados de brincar é encantar. E o de aprender é adquirir conhecimento. Hoje, sabemos que se adquire conhecimento brincando muito mais – até – do que estudando. Então, que palavra poderia definir melhor essa combinação tão essencial? Faça a sua escolha

Ler mais

Mangas: comer ou não comer, eis a questão!

Alunos de uma escola se deparam com uma mangueira lotada. Uma das crianças morde uma fruta caída no chão, com casca e tudo. O que a professora deve fazer neste momento?

Ler mais

Natureza viva traz riqueza de experiências, percepções e criatividade

Ter a natureza por perto e observar relações e transformações que se dão nela só nos faz mais criativos e criadores, por isso não deve ser uma prática esporádica

Ler mais

O que acontece quando os espaços escolares ganham mais diversidade, mais vida?

Como tornar os espaços escolares mais verdes e acolhedores? Experiência internacional pode ser a resposta, bem temperada pelo clima tropical e pela criatividade inerente ao brasileiro

Ler mais

A necessidade do “nada” na vida das crianças

O ócio e o “nada” são fundamentais para que as crianças tenham autonomia. O tempo cronometrado e fragmentado enfraquece a possibilidade de exploração da potência e da imaginação e, com a perda do brincar livre, perde-se a essência da infância

Ler mais