Self da inexistência

A peça “Autômatos – Self da INexistência”, da Companhia Laica fala sobre a satisfação viciante que pede pequenas doses constantes de curtidas, compartilhamentos. Mais um clique. Mais um momento intermediado pela tela. Menos um momento ao sabor do vento na janela

Ler mais