Médico e jovem ativista contra violência sexual como arma de guerra são ganhadores do Nobel da Paz

A iraquiana Nadia Murad, de 25 anos, sobrevivente de estupro pelo Estado Islâmico, e o ginecologista congolês, Denis Mukwege, de 63 anos, ajudaram a chamar a atenção sobre os abusos cometidos contra as mulheres

Ler mais

O estupro como arma de guerra

A prática é muito antiga – anterior aos processos de colonização -, cercada de tanta violência e crueldade que somente a irracionalidade e a ausência completa de empatia podem explicar

Ler mais