Sustentabilidade na escola: como ensinar seus princípios para as crianças?


Muitas escolas escolhem temas relacionados à sustentabilidade para trabalhar com as crianças. Sabendo disso, fizemos uma pesquisa de imagens no Google, digitando sustentabilidade educação. Apareceram muitas fotos de crianças plantando, mas também abraçando o globo terrestre, ou ainda com ações que ensinam sobre reciclagem, brinquedos feitos de sucata (muitas vezes, também com EVA). Quando digitamos sustentabilidade educação infantil, a quantidade de brinquedos feitos com sucata aumenta, e aparecem mais imagens de reciclagem, mais hortas…

Você já parou para pensar o que significa esta palavra enorme…. sustentabilidade? E qual a melhor maneira de ensinar sobre temas relacionados a ela para crianças?

Sustentabilidade é um conceito relacionado ao desenvolvimento sustentável, ou seja, formado por um conjunto de ideias, estratégias e demais atitudes ecologicamente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente diversas.

Ora, se sustentabilidade está relacionada a ideias, estratégias e atitudes, não podemos dedicar uma semana na escola para pensar sobre sustentabilidade ou, ainda, sobre um projeto com base em seus princípios, sem envolver ações coerentes. É preciso agir de acordo, estas ações precisam fazer parte do “DNA” da escola. Não adianta uma escola ter como um dos seus pilares os conceitos da sustentabilidade e utilizar materiais descartáveis. Não adianta criar painéis sobre reciclagem se quando acaba o projeto não se faz, nem se pensa, mais isso.

As crianças estão o tempo todo percebendo o espaço onde vivem. Elas estão atentas a tudo que acontece. Assim, a melhor maneira de trabalhar sustentabilidade com elas é ser sustentável, praticar ações sustentáveis o tempo todo, em todos os momentos da rotina escolar. E o melhor suporte que temos para esse aprendizado é a natureza. Porque ela funciona em fluxo sem fim, conectando e transformando todos os seus elementos o tempo todo.

Então, vamos começar a repensar o uso de materiais na escola: você já percebeu a quantidade de lixo que produz diariamente? Se cada um tiver sua caneca para tomar água, a escola deixa de ter copos descartáveis à disposição.

Vamos criar e manter uma composteira para descartar os resíduos de alimentos, aprendendo com a natureza. Utilizemos produtos de limpeza que não agridem o meio ambiente. Vamos promover feiras de trocas e reaproveitar uniformes, livros, calçados. Vamos plantar nosso alimento e manter uma horta cuidada pelos alunos, funcionários e pais, envolvendo toda comunidade escolar. Vamos criar relações mais sustentáveis entre todos, todos os dias.

Para ensinar sustentabilidade para as crianças não é preciso criar projetos e atividades mirabolantes, basta tornar a sustentabilidade um princípio do projeto pedagógico e torná-lo ação. Em resumo, aliar discurso e prática.

Em tempo…

Lembramos que as crianças já nascem sabendo sobre como viver nesse fluxo vivo. Nós, adultos, é que as afastamos dessa sabedoria aos poucos, com as nossas formas de pensar, de viver e de sentir.

Um projeto de sustentabilidade na escola não pode ficar sem o contato direto e sensivel com outros seres vivos. Sem eles, nenhuma ideia genial consegue se sustentar.

Foto: Divulgação/Prefeitura Diadema – Foto: Marcos Luiz

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto “Ser Criança é Natural” para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Ana Carolina Thomé e Rita Mendonça

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto "Ser Criança é Natural" para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Deixe uma resposta