Supermercados brasileiros começam a vender alimentos “imperfeitos” com desconto

Supermercados brasileiros começam a vender alimentos “imperfeitos” com desconto

O sabor é exatamente igual! Mas como nós, seres humanos, alguns são mais compridos, mais magros ou então, mais gordinhos. E por esta razão, todos os anos, milhões de frutas, legumes e verduras são descartados no mundo inteiro. Por não seguirem o padrão estético de venda dos supermercados, toneladas de alimentos têm sido jogados no lixo nos últimos anos. Para o varejo, só servia se fosse brilhante e perfeito. Mas a natureza não é assim e nós também não.

Para evitar o desperdício absurdo de alimentos que acontece globalmente – 1/3 de tudo que é produzido acaba sendo perdido -, já faz algum tempo supermercados da Europa começaram a tentar mudar o comportamento do consumidor e das próprias redes ao vender com desconto frutas, verduras e legumes “feitos e tortos”. Mostramos diversas destas iniciativas aqui no Conexão Planeta.

Agora, finalmente, este movimento em prol do fim do desperdício começa a se tornar mais frequente no Brasil também. A rede multinacional Carrefour, um dos maiores distribuidores de alimentos do país, está fazendo um teste piloto em dois hipermercados de São Paulo. O programa chamado de Únicos vai vender, com 30% de desconto, pacotes com dez variedades de legumes e frutas fora dos “padrões estéticos: abobrinha italiana, batata, berinjela, beterraba, cebola, cenoura, chuchu, laranja pêra, maçã gala, pepino e tomate.

“O desperdício começa antes mesmo de o produto chegar à gôndola, com alimentos defeituosos eliminados na própria lavoura, porque não atendem o padrão estético esperado pelo consumidor e, consequentemente, pelo varejo”, afirma Paulo Pianez, diretor de Sustentabilidade do Carrefour Brasil. “A transformação dos hábitos de consumo exige inovação e informação, sendo necessário que todo o setor de alimentos invista e estimule o consumo com base na qualidade e não na estética”.

A rede garante que vai mostrar ao consumidor que um alimento tem suas propriedades preservadas, independentemente da aparência.

Supermercados brasileiros começam a vender alimentos “imperfeitos” com desconto

Produtos “únicos” com desconto no Carrefour:
aparência não influi nem no sabor nem na qualidade

Inicialmente o programa Únicos Carrefour está disponível apenas em dois hipermercados da capital paulista, localizados nos bairros Pinheiros e José Bonifácio, e somente nas sextas-feiras.

Alimento imperfeito não existe!

No Brasil, mais de 40 mil toneladas de alimentos são desperdiçadas anualmente e, no mundo, esse volume chega a 1,3 bilhão de toneladas.

Em São Paulo, uma outra empresa também está engajada na luta contra estas estatísticas inaceitáveis. O Fruta Imperfeita compra produtos fora do padrão diretamente de pequenos agricultores e os revende em feiras na cidade e através de entregas em casa.

O consumidor escolhe pelo delivery de cestas semanais ou quinzenais e define a quantidade de frutas e verduras que deseja. Atualmente o Fruta Imperfeita atende clientes na zona sul e centro da capital paulista.

Cesta de produtos “feios” da paulistana Fruta Imperfeita

Este ano, a rede de supermercados Extra, do grupo Pão de Açúcar, foi outra a aderir ao combate ao desperdício. Frutas e verduras “imperfeitos” são comercializados com 20% de desconto.

Agora, essas iniciativas deveriam virar regra em supermercados de todo o país. É simplesmente inaceitável jogar alimento no lixo por razões estéticas, ainda mais, quando milhões de pessoas não tem o que comer no planeta. Noticiamos recentemente, neste outro post, que a  fome no mundo está novamente em ascensão, impulsionada por conflitos e mudanças climáticas. O relatório anual da ONU sobre segurança alimentar e nutricional apontou que, em 2016, ela atingiu 815 milhões de pessoas, o que equivale a 11% da população global.

Alimento imperfeito não existe! O que há é ignorância. Precisamos dar um basta a isso!

Supermercados brasileiros começam a vender alimentos “imperfeitos” com desconto

Tortos? E daí?!

Leia também:
Feios por fora, bonitos e (deliciosos) por dentro
Alimentos “feios” dão oportunidades a pessoas necessitadas na Espanha

Fotos: domínio público/pixabay (abre) e demais divulgação 

 

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Um comentário em “Supermercados brasileiros começam a vender alimentos “imperfeitos” com desconto

  • 7 de novembro de 2017 em 11:55 AM
    Permalink

    Deveria ser em todo país.
    Chega de desperdício!

    Resposta

Deixe uma resposta