Stephen Hawking teme pelo futuro da Terra e faz alerta

Stephen Hawking teme pelo futuro da Terra e faz alerta

O renomado físico britânico Stephen Hawking, retratado recentemente pelo filme “A Teoria de Tudo”, alertou para os perigos das mudanças climáticas e criticou as políticas do presidente norte-americano Donald Trump esta semana.

O cientista se refere à saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris no mês passado, e à posição do presidente de que “o aquecimento global é uma fraude” – percepção totalmente equivocada, na opinião de Stephen Hawking. “Ao negar a existência do aquecimento global e abandonar o Acordo Climático de Paris, Donald Trump vai causar um dano inevitável ao nosso lindo planeta, ameaçando a natureza, para nós e para nossos filhos”, afirmou o físico.

De acordo com Hawking, o que cenário que aguarda o nosso planeta é aterrador. “As ações de Trump podem levar a Terra à beira do abismo e transformá-la em Vênus, com uma temperatura de 250ºC e chuva de ácido sulfúrico”, disse em entrevista à BBC em homenagem ao seu aniversário de 75 anos.

O medo do cientista é que as condições da Terra fiquem inóspitas como às do nosso vizinho do Sistema Solar. Vênus é um planeta quente, seco e com atmosfera composta basicamente por dióxido de carbono (CO2).

O momento de reverter esse futuro assustador é agora, na opinião de Stephen Hawking. “Estamos muito próximos do ponto crítico, no qual o aquecimento global vai se tornar irreversível”, alertou. Segundo o cientista, essa é “uma das maiores ameaças que enfrentamos e que podemos prevenir se agirmos agora”.

Saída dos EUA do Acordo de Paris

Não é apenas Stephen Hawking que se declarou abertamente contrário às políticas adotadas pelo presidente Donald Trump. Em maio, às vésperas de anunciar a saída dos EUA do Acordo de Paris, Trump visitou o Vaticano e foi presenteado pelo Papa Francisco com uma encíclica sobre meio ambiente. Recado (nada sutil) dado! Quem também se manifestou foi o ex-presidente norte-americano Barack Obama, que fez um apelo para que a população se mobilizasse contra a saída do país do acordo internacional.

A boa notícia é que, no último mês, os estados norte-americanos de Nova York, Washington e Califórnia prometeram honrar os compromissos assumidos por Barack Obama em 2015 com outros 193 países. Além disso, os estados pretendem convencer o país de que combater o aquecimento global é vital.

Foto: Lwp Kommunikáció/Creative Commons

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

Marina Maciel

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

Deixe uma resposta