Starbucks deixará de usar canudos plásticos em todas suas lojas até 2020


Starbucks deixará de usar canudos plásticos em todas suas lojas até 2020

Certamente poderia ser um prazo mais curto. Não é como se não existissem outros materiais. Canudos de papel estão por aí há décadas. Mas precisamos ser positivos e concordar que o anúncio da rede internacional Starbucks é um marco e serve de exemplo para outras grandes redes globais.

A partir de 2020, nenhuma das suas 28 mil lojas ao redor do mundo usará ou distribuirá canudinhos feitos de plástico.

Os copos de iced tea (chá gelado), espresso e chá da marca foram remodelados para que não seja mais preciso usar o canudo. Uma solução ainda melhor do que a substituição do plástico pelo papel: eliminar completamente a utilização deste acessório, que convenhamos, não se faz necessário. Para as demais bebidas, será oferecido canudo de papel ou outro material alternativo.


Os novos modelos já podem ser encontrados em 8 mil lojas dos Estados Unidos e Canadá, e também, para certas bebidas na China, Tailândia, Singapura, Japão e Vietnã.

Com a decisão, o Starbucks deixará de usar globalmente 1 bilhão de canudinhos por ano.

“Canudos plásticos que acabam nos oceanos têm um efeito devastador sobre as espécies marinhas. Com essa parceria com o Starbucks para reduzir o descarte de resíduos, esperamos que outras empresas sigam o mesmo caminho”, afirmou Erin Simon, diretor do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento e Ciência de Materiais Sustentáveis do WWF dos Estados Unidos.

Outra iniciativa a ser colocada em prática será um teste em Londres, onde será cobrado 5 centavos de libra pelos copos de bebidas. A medida tem como objetivo estimular que os clientes tragam copos reutilizáveis para as lojas.

Aparentemente inofensivo, o canudinho descartável virou uma praga ambiental. Só nos Estados Unidos, são usados 500 milhões deles por dia e no Reino Unido, mais 100 milhões. E assim como outros resíduos, eles acabam no mar, engolidos por animais, que morrem sufocados.

Feito geralmente de poliestireno ou polipropileno, o canudo pode ser reciclado, mas como é muito pequeno e leve, assim como tampas de garrafa, frequentemente é jogado no lixo. Sua vida útil é estimada em 4 minutos. Isso mesmo, 4 minutos! E ele leva aproximadamente 400 anos para se decompor na natureza.

Em 2015, o vídeo abaixo se tornou viral nas redes sociais ao mostrar biólogos tentando retirar um canudo do nariz de uma tartaruga marinha, o que causou comoção internacional e deflagrou o movimento atual para banir os canudos plásticos e encontrar outras soluções alternativas.

 

Leia também:
Rio de Janeiro é a primeira cidade brasileira a banir canudos plásticos
McDonalds vai substituir canudo plástico por de papel no Reino Unido e Irlanda
Canudos plásticos e copos e embalagens de isopor serão banidos de Vancouver em 2019
Nova York quer proibir uso de canudos plásticos

Foto: divulgação Starbucks

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta