Sonia Guajajara participa de ‘Fórum sobre Questões Indígenas’ promovido pela ONU, em Nova York

De hoje a 3 de maio, mais de mil lideranças de povos indígenas de todo o mundo estarão reunidos na sede da ONU para participar da oitava edição do Fórum Permanente sobre Questões Indígenas promovido pela instituição. A brasileira Sonia Guajajara será uma das vozes da América Latina, e disse que vai falar principalmente sobre os riscos que o governo Bolsonaro representa para os indígenas brasileiros.

Guajajara foi candidata à vice-presidência do país em 2018 (na chapa de Guilherme Boulos) e é coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas Brasileiros (APIB), que realiza, desde 2003, o Acampamento Terra Livre em Brasilia, para reivindicar seus direitos. Faltam apenas dois dias para o encontro de 2019 começar, ainda sob ameaça das Forcas Amadas que, a pedido do governo, ocuparam as áreas públicas da Esplanada dos Ministérios para evitar manifestações, seja dos indígenas ou contra a reforma da previdência.

Este ano, o tema do Fórum é Geração, Transmissão e Proteção do Conhecimento Tradicional.

“O conhecimento é a chave para uma comunidade próspera. É a razão pela qual as sociedades existem desde tempos imemoriais”, destacou a presidente do evento, Mariam Wallet Aboubakrine. “Precisamos respeitar e preservar os detentores de conhecimento que irão garantir a sobrevivência de nossas sociedades daqui em diante. Não há substituto para séculos de sabedoria. Por isso, o conhecimento de nossas formas tradicionais pode ser crucial para prevenir e resolver conflitos que estão levando muitas vidas humanas neste exato momento”.

Além do tema principal, o encontro também discutirá o Ano Internacional das Línguas Indígenas, a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a conservação e os direitos dos povos indígenas, com destaque para os direitos das mulheres e das crianças.

O que as lideranças desses povos desejam e esperam é que os direitos humanos e os problemas enfrentados pelos defensores destes direitos sejam ouvidos nos diálogos, entre eles o Relator Especial sobre os Direitos dos Povos Indígenas e o presidente do Mecanismo de Especialistas sobre os Direitos dos Povos Indígenas.

Aproveitando a passagem de Guajajara por Nova York, o cantor Caetano Veloso e sua mulher e promoter Paula Lavine, ofereceram um jantar em sua homenagem, em sua casa. Artistas brasileiros e jornalistas americanos, que vivem ou estão em Nova York, participaram do encontro, entre eles, a atriz e ativista Sonia Braga.

Em sua passagem por Nova York, Sonia ainda deu entrevista exclusiva para o jornal NY Times: Brazil’s New President Threatens ‘the Lungs of the Planet’ (em tradução livre, O novo presidente do Brasil ameaça os “pulmões do planeta”).

Foto: Divulgação

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta