Simples armadilhas para capturar os visitantes indesejados

simples-armadilhas-capturar-visitantes-indesejados-pulgoes-conexao-planeta

No post da semana passada, comecei a falar sobre estes insetinhos que insistem em comer nossas plantas: besouros, cupins e afins. Hoje, vou explicar como podemos manter essas pragas longe do nosso quintal. Para prevenir a presença de animais indesejados no jardim e na horta, três coisas são fundamentais: conhecer seus hábitos, interferir nos mesmos e por fim, capturá-los.

Cada animal tem sua particularidade. Uns são caçadores noturnos, alguns bombas populacionais e outros tímidos e querem ser deixados em paz. O importante é encarar essa luta como uma tarefa diária, rastreando seus passos e impedindo o seu avanço.

Se você não sabe quem ataca seu jardim durante a noite, pode fazer uma armadilha para descobrir. Dá para usar aquele tubo de papelão que você despreza quando acaba o papel toalha ou uma boa folha de jornal enrolada como um longo canudo. Eles formam o lugar perfeito para atrair alguns desses animais. Basta colocá-los rente ao solo em lugares úmidos e cobertos pela vegetação para atrair seus habitantes sombrios. Mas antes de posicioná-los no chão, coloque dois pequenos elásticos nas extremidades do tubo para mantê-los enrolados depois de molhados pois quando chegar a hora de retirar, eles podem se desfazer.

Deixe-os por uma semana e comece a observar se há algum movimento ao seu redor ou em seu interior. Tome cuidado na hora de fazer essa observação, esteja munido de pinças longas, luvas e potes de vidro para capturar “criaturas assustadoras” e se estiver acompanhado de crianças, respire fundo para não sair gritando: lembre-se, o medo se transfere como um exemplo.

Faça um pequeno estudo sobre cada animal  que você encontrar. Alguns apesar de venenosos, são importantes predadores de outros insetos e podem ser recolocados em lugares onde não vão incomodar. Cabe à você determinar o controle da situação.

Lacraias, por exemplo, como a da imagem abaixo, são predadoras das lagartas, besouros e baratas. Vivem em cascas podres de árvores, frestas em paredes e pedras, e saem durante à noite para caçar.

simples-armadilhas-capturar-visitantes-indesejados-conexao-planeta

Para começar, saiba diferenciar insetos (três pares de patas), como besouros, pulgões, abelhas, vespas percevejos e joaninhas -, de aracnídeos, como aranhas e escorpiões, que possuem quatro pares de patas.

Já as lagartas têm corpo mole e colorido, as centopéias corpo duro articulado (miriápodes), enquanto que as minhocas (anelídeos) apresentam corpo anelado e mole e as lesmas (moluscos) corpo liso e mole, com antenas e formato característico. Por último, os vermes têm corpos lisos e achatados.

simples-armadilhas-capturar-visitantes-indesejados-centopeia-conexao-planeta

As centopéias possuem corpo duro e articulado

Basicamente, os insetos morrem ao entrar em contato com sabão. Por alguma razão, o cérebro deles para de funcionar. Então, pulverizar as plantas com uma solução de sabão já vai ajudar a eliminar muitos deles. Mas preste atenção: para não atingir também seus aliados, como as joaninhas, que possuem duas formas distintas durante a vida.

À esta solução  de sabão e água, pode-se acrescentar vários ingredientes, cada qual com um propósito. Repelir prevenir e remediar: alho, cebola, pimenta, cravo, canela, fumo de corda, coentro, alecrim e até mesmo, óleo mineral.

No entanto, é importante saber que para os cítricos, deve-se evitar o uso do óleo mineral, pois ele deixa resíduo nas folhas, prejudicando a absorção da luz pelas folhas.

Outra consideração é sobre o ciclo reprodutivo de cada um destes animais, pois alguns deles, como os pulgões, por exemplo, são verdadeiras bombas reprodutoras. Com diferentes estratégias de reprodução para distintas épocas do ano, mudando de formas reprodutivas, de acordo com a seiva das plantas e as mudanças de temperatura.

Então aqui vão uma lista com algumas dicas:

Solução de sabão neutro – 100 gramas de sabão de coco ou neutro (base de óleo), 2 litros de água e acrescente óleos essenciais, como de pimenta ou ervas, para cada tipo de animal;
Óleo essencial de lavanda para escorpiões;
Suco de cebola batida no liquidificador e coado para espantar seres alados (aqueles com asas) e lagartas;
Chá de cascas de alho para previnir viroses e fungos;
Chá de alecrim para  repelir infestações de besouros, fungos e bactérias;
Chá de pimentas malaguetas como repelente de lagartas e pulgões;
Óleo essencial de cravo ou solução alcoólica de cravo para usar como repelente;
Vinagre com ervas como tomilho, alecrim e alho para desinfetar, limpar e previnir infestações.

Na semana que vem, vou continuar este tema e dar outras dicas sobre como manter lacraias, formigas, aranhas e até escorpiões longe do seu jardim. Até lá!

Fotos: domínio público/pixabay

 

 

Geógrafa, paisagista, educadora ambiental e ilustradora científica. Começou a carreira em São Paulo como consultora paisagística. Durante 10 anos viveu no exterior (Austrália, Israel e USA) e neste último país, firmou suas habilidades para trabalhar com crianças. Atualmente dá aulas de horticultura para alunos do Ensino Fundamental, em Brasília. Também desenvolve projetos junto à Cia da Horta para centros de ensino, clubes e empresas.

Liliana Allodi

Geógrafa, paisagista, educadora ambiental e ilustradora científica. Começou a carreira em São Paulo como consultora paisagística. Durante 10 anos viveu no exterior (Austrália, Israel e USA) e neste último país, firmou suas habilidades para trabalhar com crianças. Atualmente dá aulas de horticultura para alunos do Ensino Fundamental, em Brasília. Também desenvolve projetos junto à Cia da Horta para centros de ensino, clubes e empresas.

Deixe uma resposta