Registro de filhotes de tigres ameaçados de extinção provoca comemoração na Tailândia

tigres tailândia

Após 15 anos, finalmente uma boa notícia. Juntos, o Departamento dos Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação da Flora da Tailândia (DNP, na sigla em inglês), as organizações contra o tráfico de animais Freeland e a de proteção aos felinos Panthera anunciaram o registro de um vídeo em que aparecem quatro fêmeas e seis filhotes da raríssima espécie tigre-da-indochina (Panthera tigris corbetti), seriamente ameaçada de extinção.

As imagens feitas por uma câmera escondida na floresta comprovam que há uma família se reproduzindo e mais, que a espécie está conseguindo sobreviver. “O ressurgimento extraordinário dos tigres do leste da Tailândia é nada menos do que milagroso“, celebrou John Goodrich, diretor da Phantera.

Os filhotes foram observados numa área de conservação. “O reforço das patrulhas de combate à caça e os esforços de aplicação da lei nesta área têm desempenhado um papel fundamental na conservação da população de tigres, garantindo um ambiente seguro para eles se reproduzirem”, afirmou Songtam Suksawang, diretor do DNP. “No entanto, temos que permanecer vigilantes e continuar estes esforços porque, infelizmente, caçadores armados ainda representam uma grande ameaça”.

Calcula-se que atualmente só existam cerca de 250 indivíduos da espécie tigre-da-indochina vivendo soltos na natureza, em parques da Tailândia e Myanmar. O desaparecimento dos animais foi provocado pela perda de habitat (desmatamento) e o tráfico ilegal.

No passado, tigres asiáticos eram encontrados em diversos países do continente. A população que um dia chegou a 100 mil, hoje beira os 3.900 indivíduos. Cientistas acreditam que os tigres estejam praticamente extintos no sudeste da China, Cambódia, Vietnã e Lao.

Assista abaixo o vídeo divulgado pelas organizações ambientais e que foi motivo de tanta comemoração:


Foto: divulgação Freeland

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta