Reebok anuncia primeiro tênis vegano: feito à base de plantas

Reebok anuncia primeiro tênis vegano: feito a base de plantas

Só nos Estados Unidos, o país do consumo desenfreado, estima-se que os americanos joguem fora cerca de 300 milhões de pares de sapatos por ano. E um dos vilões desse desperdício são os fabricantes de tênis, que tem o plástico como sua principal matéria-prima.

Para tentar minimizar o problema, algumas das maiores empresas do setor estão investindo no desenvolvimento de novos materiais, mais sustentáveis. No começo do ano, por exemplo, a Adidas lançou um tênis 100% reciclável: após ficar velho, ele pode ser devolvido para a loja e transformado em novo.

Em 2015, como mostramos aqui, a marca também lançou o protótipo de um tênis, fabricado com fios plásticos de redes de pesca ilegais, apreendidas na costa das Ilhas Maldivas, no Oceano Índico.

O projeto é uma parceria com a organização ambiental Parley for the Oceans e permite que resíduos plásticos sejam transformados em fios de fibra. Em novembro do ano seguinte, a produção começou pra valer: 1 milhão de tênis confeccionados com lixo plástico retirado dos oceanos.

Agora é a vez da Reebok, que também faz parte do grupo Adidas, anunciar uma novidade: um tênis de corrida vegano, feito com materiais feitos a base de plantas.

Reebok anuncia primeiro tênis vegano: feito a base de plantas

Novo modelo estará nas prateleiras em 2020

Foram necessários três anos de pesquisa e desenvolvimento de protótipos. Batizado de Forever Floatride GROW, o tênis tem sua entressola fabricada com sementes de mamona (cultivada de maneira sustentável) e a parte superior com eucalipto (biodegradável, de origem sustentável, resistente e que facilita a transpiração).

Já a palmilha leva espuma de algas e a sola é feita de borracha natural – de seringueiras reais -, em vez de borracha à base de petróleo.

“Com o Forever Floatride GROW, estamos substituindo o plástico à base de petróleo por plantas”, disse Bill McInnis, vice-presidente da Reebok Future. “O maior desafio ao fabricar um sapato como esse foi o desenvolvimento de materiais à base de plantas que pudessem atender às necessidades de alto desempenho de corredores”, revelou.

O novo modelo da Reebok deve chegar às lojas no segundo semestre de 2020. Não há informações se estará disponível no Brasil.

Compromisso com a sustentabilidade

Em 2017, a Reebok já tinha lançado outro calçado na linha sustentável. O Cotton+ Corn também é produzido com matéria-prima à base de plantas. Ele possui o corpo de algodão orgânico e a sola de um derivado do milho industrial (não comestível), completamente não-tóxico e livre de petróleo.

Reebok anuncia primeiro tênis vegano: feito a base de plantas

O Cotton + Corn: algodão orgânico e milho

A empresa assumiu um compromisso público de reduzir, gradualmente, o uso de poliéster virgem na fabricação de seus tênis e calçados e eliminar por completo, o material de sua linha de produção, até 2024.

Leia também:
Este tênis é feito de 17 garrafas plásticas recicladas
Marca carioca produz óculos com canudos reciclados
Adivinhe que empresa, pelo segundo ano consecutivo, lidera ranking de maior poluidora de plástico do planeta?!

Fotos: divulgação Reebok

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta