‘Rainforest Kids Challenge’ premia soluções criadas por estudantes para preservar as florestas tropicais. Inscrições abertas!


Acreditando na força da juventude para construir um futuro próspero, justo e sustentável para sua geração e as próximas, o Rainforest Kids Challenge desafia estudantes de todo o mundo com o novo Rainforest XPrize. Assim, jovens de qualquer local do planeta podem apresentar soluções que já estão em prática e contribuir para manter as florestas tropicais em pé e a vida de sua fauna ou flora. O objetivo desse desafio é, também, o de ajudar a combater a crise climática, vislumbrando um mundo menos hostil.

Assim, com o apoio do movimento global Design for Change (DFC) que inspira milhões de jovens do mundo todo a transformarem suas escolas e comunidades e é representado no Brasil pelo programa Criativos da Escola -, abriu as inscrições – que vão até 31 de agosto – para o prêmio de até 3.300 dólares para cada equipe vencedora, que dará suporte para que possam viajar a São Paulo para apresentar suas iniciativas na conferência Be The Change.

O Rainforest XPrize está sempre em busca projetos inovadores, possíveis de serem desenvolvidos a partir da tecnologia, fáceis de replicar, escaláveis e sustentáveis, utilizando metodologia pedagógica de geração de impacto do movimento Design For Change. A intenção é abrir espaço para que crianças e jovens preocupados com a preservação das florestas possam ser parte da solução.

Estudantes de qualquer parte do mundo podem participar inscrevendo seus projetos na plataforma, em uma das quatro línguas disponíveis: português, inglês, espanhol e francês.  

O prêmio foi lançado oficialmente na cerimônia de encerramento da conferência global I Can (Eu Posso), realizada no Vaticano em novembro de 2019, com a presença do Papa Francisco.

Esse encontro marcou também o encerramento de um evento realizado em Roma, que reuniu, durante quatro dias, 2.500 crianças de 40 países que apresentaram 207 histórias de mudança em 14 espaços daquela cidade. Entre os participantes, estavam 25 estudantes brasileiros selecionados pelo programa Criativos da Escola. 

Transformando realidades

O movimento global Design for Change está presente em 70 países e já impactou mais de 2 milhões de crianças e jovens ao redor do mundo. Criado, em 2019, pela designer indiana Kiran Bir Sethi, atua a partir de uma metodologia de elaboração de projetos dividida em quatro etapas, representadas pelos verbos sentir, imaginar, fazer e compartilhar, com o objetivo de estimular crianças e jovens a transformarem suas realidades, reconhecendo-os como protagonistas de suas próprias histórias de mudança

Protagonismo, empatia, pensamento crítico e trabalho em equipe são os pilares centrais do movimento que busca envolver e estimular educandos e educadores de diferentes áreas no engajamento e na atuação em suas comunidades. No Brasil, é representado pelo programa Criativos da Escola, do Instituto Alana.

Mensagens de três jovens indígenas mentores da competição deste ano

Foto: Filme Hipermulheres realizado pelo Vídeo nas Aldeias

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta