Primeiro aplicativo de ativismo ambiental do país é lançado pelo movimento 342Amazônia, Greenpeace e Mídia Ninja

O aplicativo da rede #342Amazônia será lançado oficialmente hoje à noite – com festa só para convidados e imprensa, que reunirá artistas e ativistas no Rio de Janeiro -, mas já está disponível nos sistemas iOS e Android para ser baixado no celular. A ideia das três instituições é de que ele seja uma ferramenta que ajude a criar uma rede de proteção para a natureza e para as pessoas, fortalecendo os movimentos socioambientais. Sabemos o quanto isto é imprescindível, principalmente num momento como o que estamos vivendo no Brasil, com tantos retrocessos, ameaças e destruição.

O desmonte da agenda ambiental é escancarado e coloca em risco as florestas, a biodiversidade e os povos que nelas vivem, como também a saúde e o clima do país e do planeta.

É urgente nos mobilizarmos: virtual e pessoalmente. Nos unirmos para lutar contra os retrocessos, apoiar os parlamentares que estão brigando por nós no Congresso e pressionar os que podem ser cooptados pelas bancadas ruralista, da mineração, “da bala, da Bíblia” e outras cujos integrantes não estão interessados em proteger a vida e a terra, mas destrui-las.

Por isso, compartilhar informações sobre os temas mais espinhosos, o que está sendo feito por movimentos como o #342Amazônia, por instituições como o Greenpeace e o que cada um pode fazer é vital.

Não pense que somos pequenos. Mobilizações populares têm contribuído muito para a conquista de importantes vitórias no âmbito socioambiental. Há bons exemplos da época do governo Temer (quando o desmantelamento começou), como a revogação da exploração da região da Renca, na Amazônia, e a contenção do PL do Veneno (Projeto de Lei 6299/2002), projeto que liberaria ainda mais agrotóxicos no Brasil. Se a ministra da agricultura, conhecida como a “musa do veneno”, conseguiu liberar o registro de quase 200 agrotóxicos e ingredientes ativos em cinco meses de governo Bolsonaro, sem o PL, imagina com ele…

Como funciona o aplicativo

Com o novo app ativista 342Amazônia, você se informa sobre as pautas ambientais mais urgentes e tem acesso a ferramentas e conteúdos para disseminá-las mais facilmente nas redes sociais, fortalecendo a rede de ativistas pela natureza. Não é à toa que os temas escolhidos para o lançamento são a Amazônia, os agrotóxicos e a caça a animais silvestres, este último com Projeto de Lei tramitando na Câmara dos Deputados.

Ele tem três seções distintas: Termômetro de Causas, Campanhas e Informações.

A primeira parte é a home do app, na qual você se informa, de cara, sobre as pautas mais quentes e urgentes que tramitam no Congresso ou estão sendo articuladas pelo governo.

Na segunda, são apresentadas as campanhas e você escolhe a(s) que quer apoiar. É só baixar os vídeos e imagens no seu celular e publicá-los nas suas redes sociais, sempre usando as hashtags sugeridas na página, que é uma “maneira de garantir a formação de uma rede de proteção para cada tema. Convide os amigos, a família, os vizinhos, os colegas de trabalho e de estudos para participar e se engajar também. Essa rede precisa crescer!

Na terceira parte, você acessa o banco de informações elaborado pelo movimento sobre cada causa para saber mais sobre cada tema e, assim, poder aprofundar argumentos e debates em suas redes. No que tange à informação, nosso site é fonte confiável também. Acompanhe em nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Fotos: reproduções das telas do aplicativo

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta