Por trás de cada sorriso

sorriso de um índio

Pensava no título deste blog, “Por trás das Câmeras”, e em qual ensaio poderia descrever levando o leitor a entender um pouco do que se passa por trás de cada click. Foi aí que lembrei de um ensaio que venho fazendo há uns bons anos. Ele ainda não tinha um nome, era apenas uma ideia, um caminho que venho seguindo e eis que aqui apresento a vocês “Por trás de cada sorriso”.

A ideia de que o índio é uma pessoa triste me pertuba. Sempre escutei como afirmativa que eles eram tristes e foi aí que percebi os motivos que levam às pessoas a um ledo engano. Ou fomos nós mesmos, fotógrafos de muitas gerações, que levamos as pessoas a ter este olhar sobre o aspecto da felicidade do índio?!

Fui pesquisar então e eis que, em muitos ensaios fotográficos, eles aparecem tristes, como se faltasse algo, como se a vida estivesse vazia, um olhar perdido… Mas é claro, durante 500 anos, os povos indígenas sofrem com os mandos e desmandos sobre suas terras. Verdadeiras chacinas e a grande falta de reconhecimento de que estes são os donos de seus lugares! Sorrir para a vida se tornou difícil para muitos deles…

Mesmo assim, diante de tanta mazela, percebi que em todos cantos deste nosso imenso Brasil, eles ainda sorriem. Sim, o sorriso é uma verdadeira arma para desarmar a tristeza. O que faltava era fazer a pergunta certa: “O que te faz sorrir?”

A resposta vem com um largo sorriso e neste caminho resolvi mostrar através das minhas lentes, a felicidade das pessoas que venho retratando. Nelas estão impressas brincadeiras, lembranças, piadas, histórias engraçadas ou o simples silêncio que é quebrado com uma boa gargalhada.

Por trás de cada sorriso existe uma alegria a se descortinar. Basta perceber que a cada imagem, um sorriso vai brotando em você.

Boa fotografia e um bom sorriso a todos!

sorriso de índio

sorriso de índio

sorriso de índio

sorriso de índio

sorriso de índio

sorriso de índio


Fotos: Renato Soares

Fotógrafo e documentarista especializado no registro de povos indígenas, bem como da arte, cultura e biodiversidade do país. Mineiro, desde 1986 realiza viagens para retratar formas de expressão cultural dos grupos étnicos brasileiros. Colaborador do blog Por Trás das Câmeras, Renato descreve o que chama de “Diário de Campo”. É autor ainda do blog Ameríndios do Brasil, mesmo nome do seu projeto de fotografia com os índios

Renato Soares

Fotógrafo e documentarista especializado no registro de povos indígenas, bem como da arte, cultura e biodiversidade do país. Mineiro, desde 1986 realiza viagens para retratar formas de expressão cultural dos grupos étnicos brasileiros. Colaborador do blog Por Trás das Câmeras, Renato descreve o que chama de "Diário de Campo". É autor ainda do blog Ameríndios do Brasil, mesmo nome do seu projeto de fotografia com os índios

Deixe uma resposta