Plásticos descartáveis estarão banidos na União Europeia a partir de 2021

Plásticos descartáveis estarão banidos na União Europeia a partir de 2021

Chegou a hora de dar um basta em um problema que está matando a vida nos oceanos: o plástico. Criado para ser uma opção mais prática e barata de embalagem, esse material se tornou um dos maiores desafios ambientais da história. Contamina a água dos mares, o solo terrestre e ao ser ingerido por animais marinhos, provoca a morte de milhares deles.

Os países europeus produzem, sozinhos, 25 milhões de toneladas de lixo plástico por ano. E apenas 30% desse montante é reciclado. Mas o continente resolveu acabar com esse absurdo.

O primeiro passo foi dado, em dezembro do ano passado, pela Comissão Europeia, que aprovou a proibição de plásticos de uso único, aqueles como canudos, copos, pratos e talheres descartáveis e cotonetes. A proposta era banir totalmente a comercialização e a distribuição desses produtos a partir de 2021.  

Mas ainda faltava a aprovação da medida pelo órgão superior, o Parlamento Europeu. E ontem (27/03), com 560 votos a favor, 35 contra e 28 abstenções, ou seja, por uma maioria esmagadora, o texto foi referendado, em Estrasburgo, na França.

Estão incluídos ainda entre os plásticos que deixarão de circular pelos 28 países membro da UE em dois anos e meio os chamados oxidegradáveis, aqueles que ao se decompor se dividem em minúsculas partículas, também ingeridas por seres marinhos (até nos mais profundos pontos do oceano ) e atualmente encontradas também na água que bebemos (leia mais aqui ).

Resíduos de plástico encontrados em estômago de
baleia morta, nas Filipinas

As garrafas de plástico também foram consideradas no projeto europeu, mas terão um prazo um pouco maior para sumir: até 2029, 90% delas deverá ser recolhida por serviços de coleta seletiva e recicladas.

E mais: produtos como lenços umedecidos e filtros de cigarros, caso tenham em sua composição plástico, deverão ter em sua embalagem alertas aos consumidores sobre seus possíveis danos ambientais.

“Hoje demos um passo importante para reduzir a poluição de plástico e lixo nos nossos oceanos e mares. Nós podemos fazer isso! A Europa está estabelecendo padrões novos e ambiciosos, abrindo caminho para o resto do mundo ”, afirmou Frans Timmermans, vice-presidente da Comissão Europeia.

E no Brasil, quando?!

Em nosso país, existe um projeto de lei que pede a restrição uso de plástico e que já tem um enorme apoio popular. Agora só falta virar lei!

A proposta para o projeto foi feita, no início do ano passado, por Rodrigo de Padula Oliveira, chefe escoteiro do 7º GEMAR Benevenuto Cellini, em Niterói.

Era preciso então a assinatura e apoio de 20 mil pessoas para que a Ideia Legislativa fosse encaminhada para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, discutida pelos senadores e assim, recebesse um parecer e pudesse se tornar um Projeto de Lei (PL). E ela se tornou!

Atualmente o PL se encontra em tramitação. Agora, é preciso pressão popular para que se vire lei. Você pode dar sua opinião na consulta pública, no site do Senado, neste link. Abaixo da pergunta “Você apoia esta proposição”, basta você clicar SIM, após fazer um breve cadastro.

No Brasil, diversas cidades já tomaram uma atitude. O Rio de Janeiro foi o pioneiro. A capital fluminense proibiu o uso de canudos plásticos e produtos com microesferas plásticas e já há projetos semelhantes aprovados em outras 16 cidades brasileiras e no estado do Rio Grande do Norte, fora as discussões ainda em andamento em Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas. Fernando de Noronha proibiu o uso e a venda de plásticos descartáveis.

Mas não é suficiente. O governo federal precisa se posicionar. Vamos seguir o exemplo dos europeus e buscar soluções alternativas: #ChegaDePlástico!

Participe, compartilhe, chame outras pessoas a se engajar neste movimento para proteger o meio ambiente!

Leia também:
Nas Filipinas, baleia é encontrada morta com 40 kg de plástico no estômago
Pare de chupar (canudos) e salve os oceanos!
Instituto Ecosurf retira mas de 50 mil itens de lixo das praias da Jureia
Transformar plástico em energia: solução para acabar com o lixo nos oceanos
Embalagem de xampu feita com lixo plástico chega às prateleiras da França
Impeça que as aves marinhas sintam o “sabor do plástico”. Assine a petição!
Lixo plástico ameaça 99% das aves marinhas

Fotos: Creative Commons e divulgação D’Bone Collector Museum (necropsia baleia)

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

3 comentários em “Plásticos descartáveis estarão banidos na União Europeia a partir de 2021

  • 29 de março de 2019 em 12:30 PM
    Permalink

    Será mesmo que conseguirão eliminar o plástico de suas mil e uma utilidades, desde baldes até dedal de costura, brinquedos, potes, embalagens de margarina, sacolas, copos, pratos etc., porque, para onde você olha, só vê o famigerado plástico que a gente abomina mas continua usando, porque tudo o que se compra se embala ou se embrulha nele, impossível viver sem. Quem sabe no próximo milênio seja possível tirar dos oceanos o lixo que saiu da nossa casa direto para a barriga das baleias, das tartarugas e dos golfinhos famintos que o confundem com a comida escassa deles porque poluímos o Meio Ambiente deles, o mesmo nosso. Estamos nos matando e matando nossos filhos mas precisamos começar tudo de novo, passando a Terra à limpo pois o rascunho ninguém mais consegue ler, tamanha a quantidade dos rabiscos, das correções incorretas e dos hieróglifos indecifráveis, tudo isso porque descartamos do Planeta, o Planeta sem plástico que ele era, sem vidro, sem pneus, sem fraldas descartáveis e sem isopor também; fazer outro perfeito, saudável e limpo, vai dar muito trabalho e poucos se habilitam ou mergulham de cabeça, poucos. Apocalipse é isso e Armagedom também, o Universo que nos perdoe, não somos bons.
    https://www.portalsaofrancisco.com.br/meio-ambiente/decomposicao-do-lixo

    Resposta
  • 4 de abril de 2019 em 10:30 PM
    Permalink

    Parabéns Suzana! Excelente como de costume!

    Resposta
    • 8 de abril de 2019 em 8:57 AM
      Permalink

      Obrigada! ❤

      Resposta

Deixe uma resposta