O pianista italiano Ludovico Einaudi compõe e toca pela proteção do Ártico

pianista-ludovico-einaudi-artico-greenpeace-abre

Envolto pela beleza magnífica do Oceano Árticona companhia do frio, do silêncio e dos rangidos do gelo em movimento e queda -, o aclamado compositor italiano e pianista Ludovico Einaudi tocou música que compôs especialmente para a ocasião: Elegia para o Ártico.

A inspiração veio das oito milhões de mensagens enviadas para a campanha Vozes pelo Ártico promovida pelo Greenpeace. Cada uma, a seu modo, pediu para que os líderes globais salvem a região das perfurações em busca de petróleo e das ameaças da pesca predatória.

pianista-ludovico-einaudi-artico-greenpeace-800Foi um belíssimo momento! A música de Einaudi ecoou lindamente através do gelo. Como pano de fundo, a geleira de Svalbard, na Noruega, que é a porta da Europa para o Ártico. Assista ao vídeo no final deste post.

O Oceano Ártico é um santuário de vida selvagem – que inclui ursos polares, raposas árticas e narvais, espécie de baleias dentadas -, que regula o clima do planeta. Um tesouro global que deve ser protegido a qualquer custo.

A performance de Einaudi se soma a uma boa notícia: recentemente, um delegado da Comissão OSPAR (Convenção para a Proteção do Médio Ambiente Marinho do Atlântico do Nordeste)* esteve em Tenerife, na Espanha, para reunião em que foram discutidas medidas para a proteção do Ártico, que poderão salvaguardar 10% desse oceano, o que equivale a uma área quase do tamanho do Reino Unido.

Essa Comissão tem mandato para proteger o ambiente marinho do Atlântico Nordeste, incluindo partes do Oceano Ártico (sabia mais depois do vídeo). Mas há três países signatários, em especial, interessados em atender apenas os interesses corporativos: Noruega, Dinamarca e Islândia. A briga é dura.

Agora, fique com a beleza da obra-prima de Ludovico Einaudi e do cenário gélido e deslumbrante do Ártico. Eu não canso de ouvir.

Leia também:
Derretimento de neve no Ártico mata aves migratórias nos trópicos
Ártico livre da exploração do petróleo?
Com urso polar gigante, Ema Thompson protesta contra atividades petrolíferas no Ártico


Foto: Divulgação

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta