Petshop caboclo

petshop-caboclo-800x537

Quem não conhece o ditado que diz que uma imagem vale por mil palavras? Se eu não concordasse minimamente com ele, possivelmente seria poeta em vez de fotógrafo. Então, antes de mais nada, eu acredito no poder de expressão da fotografia. Mas há situações onde um pouco de contexto faz com que esse poder seja ainda mais potencializado.

Gosto dessa foto do garoto ribeirinho pescando, independente de tudo. Acho que ela expressa bem o modo de viver desse povo que, desde muito cedo, tem uma relação tão intensa com os rios. Esses mesmos rios que inundam e fertilizam os solos para as roças de mandioca e que carregam os peixes que servirão de alimento com a farinha.

Mas depois de fazer essa foto, como de costume, fui lá dar uma proseada com o menino. Ele era um morador da Vila Alencar, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, no Amazonas. Nessa época, eu tive o privilégio de ser Gerente de Campo do programa de ecoturismo, o que fazia de mim um morador de uma das casas flutuantes dessa reserva de várzea de mais de 1 milhão de hectares.

O fato é que o garoto não pescava para ele. Na sua infância cabocla, ele decidiu ter um bichinho de estimação. E dentre suas possibilidades locais, ele escolheu ter um socó-boi (foto no final deste post). O socó-boi é uma espécie de ave parecida com as garças, o que significa que ele se alimenta de peixes.

Ou seja, no meio da Amazônia, se você resolve ter um socó de estimação, não há petshops para comprar sua comida: você tem que pescar. E é isso que esse pequeno ribeirinho fez, por muitos e muitos meses. Cada vez que eu voltava na Vila Alencar, lá estava ele no seu petshop caboclo, garantindo a comida do seu bicho de estimação.

E como não poderia deixar de ser, o desenrolar da história também tem sua singularidade. O socó-boi cresceu e voou. Mas, durante um bom tempo, mesmo assumindo o seu modo silvestre de ser, ele voltava nos finais de tarde para ainda ganhar o peixinho do seu dono.

Mais uma vez: gosto da foto do menino pescando. Mas me emociono imensamente toda vez que lembro da história por trás dessa imagem.

Socó-boi (Tigrisoma lineatum), bicho de estimação do garotinho da foto CLT-0019

A natureza sempre foi uma paixão para Marcos Amend que, ainda adolescente, passou a observá-la também pelas lentes de uma máquina fotográfica. Assim, aliando o talento fotográfico à conservação do meio ambiente, há 25 anos viaja do Norte ao Sul do Brasil e pelos cantos mais remotos do mundo. Colabora com livros, revistas e bancos de imagens e realiza expedições, cursos e workshops de fotografia outdoor.

Marcos Amend

A natureza sempre foi uma paixão para Marcos Amend que, ainda adolescente, passou a observá-la também pelas lentes de uma máquina fotográfica. Assim, aliando o talento fotográfico à conservação do meio ambiente, há 25 anos viaja do Norte ao Sul do Brasil e pelos cantos mais remotos do mundo. Colabora com livros, revistas e bancos de imagens e realiza expedições, cursos e workshops de fotografia outdoor.

8 comentários em “Petshop caboclo

  • 18 de setembro de 2015 em 1:12 PM
    Permalink

    Que linda imagem e lindo texto, me emocionei.
    Parabéns Marcos!!

    Resposta
    • 19 de setembro de 2015 em 10:54 PM
      Permalink

      Muito bom conseguir compartilhar algumas boas emoções. =0)
      Obrigado Eliete!

      Resposta
  • 18 de setembro de 2015 em 9:57 PM
    Permalink

    Muito bom seu texto, parabéns!

    Resposta
  • 19 de setembro de 2015 em 11:41 AM
    Permalink

    Maravilha de texto companheiro, como sempre nos surpreendendo com fotos e lindas palavras!!!

    Resposta

Deixe uma resposta