PETA faz campanha inteligente (e macabra) contra o consumo de couro de animais exóticos

peta-campanha-macabra-acessorios-couro-800x
Já imaginou você se deparar com os intestinos de um jacaré pulsando ao abrir uma bolsa feita de seu couro? Ou, depois de experimentar sapatos lindos de couro de cobra, ver seus pés sujos de sangue? Pois foi exatamente isso que apreciadores desse tipo de acessório experimentaram há cerca de duas semanas, numa loja de acessórios em uma das ruas mais conhecidas de Bangcoc, na Tailândia: a Alameda Central World.

A campanha inteligente, muito bem feita e macabra – Behind the Leather ou Por trás do couro – foi lançada pela ONG PETA, há cerca de duas semanas, em parceria com a agência de publicidade Ogilvy & Mather de Bangcoc. Seu objetivo é conscientizar os consumidores que apreciam couros exóticos – jacarés, cobras, focas, zebras, entre outros animais – a respeito da origem e as práticas que envolvem a produção desses acessórios. Para tanto, criaram uma loja linda, chique e falsa na Alameda Central World, muito conhecida de moradores e turistas daquela cidade.

peta-campanha-macabra-acessorios-couro-2

A ideia era causar desconforto e falar do sofrimento desses animais que suportam dor e medo – alguns são esfolados vivos – para serem transformados nos produtos que vão para as prateleiras e são tão desejados pelo mundo.  Para alimentar a indústria do couro, todos os anos, cerca de 1 bilhão de animais são mortos.

A melhor maneira de contribuir para que essa crueldade acabe é não comprar peças feitas com esse tipo de couro. São lindas, mas o jeito mais eficiente de evitá-las é sentir empatia pelos animais e não pensar: “Ah, mas já tá morto mesmo, então vou levar”, “Se só eu não comprar, essa situação não vai mudar” ou ainda “É só desta vez!”. Por menor que possa parecer, qualquer decisão que você tome ajuda a mudar o mundo. Neste caso, ajudará a evitar que mais animais sejam mortos e torturados só por um prazer passageiro.

Ajude a espalhar esta ideia e o vídeo da campanha, abaixo:

Foto: Reprodução do vídeo e Divulgação/PETA

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Deixe uma resposta