Pelo clima, prefeita de Barcelona quer eliminar voos curtos – como a ponte-aérea para Madri – e convida moradores a viajarem de trem

Decisão polêmica, mas sábia tomada pela prefeita Ada Colau. A proposta de eliminar voos curtos, como a famosa ponte-aérea Barcelona-Madri, é polêmica, claro! Você já imaginou se acabarem com a ponte aérea Rio-São Paulo, imaginou? Mas, neste momento de grandes tragédias climáticas que estamos vivendo, toda e qualquer decisão que reduza emissões de gases de efeito estufa (GEE) é mais que bem vinda.

E ela convida os moradores de Barcelona a trocar o avião pelo trem, o meio de transporte mais eficiente que existe, como sabemos – ainda mais, se movido com fontes limpas de energia, sustentáveis (falamos sobre isso no final deste post).

Colau vai além, na verdade: sugere que o Aeroporto de Barcelona-El Prat (BCN) encerre os voos para cidades espanholas que podem ser substituídos por viagens em trem de alta velocidade. Apesar de a proposta do governo adicionar cerca de uma hora às viagens até a capital, faz todo sentido.

Sua proposta revela visão de presente e de futuro e identifica as alterações do clima – devido ao aquecimento global – como uma grande ameaça. Também nos lembra que as medidas mais eficazes contra as mudanças climáticas, geralmente, dependem de políticas públicas e que, se cada país, se comprometer a reduzir GEE, talvez ainda possamos evitar o pior.

E esta é apenas uma das medidas que integram a declaração de urgência climática apresentada pela prefeitura no final do ano passado e que é composta por mais de 100 propostas, parte delas já adotada no primeiro dia de 2020. Um exemplo é a proibição da circulação de veículos sem selo ambiental. Esta restrição vale em uma área de 95 quilômetros quadrados, que inclui o centro da cidade, além de municípios vizinhos.

A prefeita e sua equipe também estão de olho nos cruzeiros marítimos que visitam a cidade.

Estamos torcendo para que proposta de Colau seja implantada e inspire outros governos pelo mundo a fazerem o mesmo. Mais: que todos os trens possam, um dia, ser como o do projeto Tren de La Quebrada – que vai ligar Argentina, Bolívia e Peru -, que terá apenas trens movido a energia solar, como já contamos aqui, no Conexão Planeta. Aí, sim!!!

Foto:

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta