Patrícia Médici, pesquisadora dedicada à conservação da anta brasileira, ganha prêmio internacional

Ela ama as antas. E tem dedicado sua vida a protegê-las das ameaças de extinção. Por isso, acaba de ganhar o prêmio Commitent to Conservation Award (Compromisso com a Conservação) oferecido pelo Zoológico e Aquário de Columbus. A entrega será no dia 28/4, na sede da instituição em Ohio, Estados Unidos.

A cada dois anos, a instituição reconhece os heróis da conservação de vida selvagem global. Não foi à toa a escolha de Patrícia que, agora, é a terceira premiada, reconhecida por seus esforços e pela inovação nos estudos e estratégias de conservação da espécie. Seu trabalho foi desenvolvido à frente da Iniciativa Nacional para a Conservação da Anta Brasileira (INCAB), que criou junto com o IPE – Instituto de Pesquisas Ecológicas, há vinte anos (1996), e é responsável pelo desenvolvimento do maior banco de dados sobre a espécie no mundo.

Por conta desse reconhecimento, a INCAB receberá 50 mil dólares – originários de doações feitas ao zoo em favor dos animais selvagens. Sem dúvida, uma contribuição importante para garantir a continuidade do trabalho de conservação desenvolvido pela iniciativa na Mata Atlântica (São Paulo), no Pantanal e no Cerrado (Mato Grosso do Sul).

Commitent to Conservation Award não é o primeiro prêmio que a INCAB recebe. Em seu currículo, já figuram outros dois reconhecimentos importantes: o da Order of the Golden Ark e o Whitley Awards, considerado o Oscar da Conservação. Ambos homenageiam iniciativas e profissionais que contribuíram para a conservação da vida selvagem pelo mundo.

Que bom que há tanta gente bacana como Patrícia e instituições como o IPE, que contribuem para a perpetuação das espécies-chave para a preservação da biodiversidade e de nossa vida na Terra. Parabéns, Patrícia! Parabéns, IPE! Que este casamento precioso entre vocês se perpetue e deixe frutos importantes para o país e a anta.

No ano passado, Patrícia denunciou, em sua página no Facebook, a morte de antas por conta dos incêndios no Cerrado. Um de seus textos virou artigo aqui no Conexão Planeta e, assim, sua voz ganhou ainda mais repercussão. Vale a leitura!

Agora, pra terminar, assista  a palestra de Patrícia Médici no TED Global, realizado no Rio de Janeiro em 2014, do qual participaram outros brasileiros, entre eles o grafiteiro e ativista Mundano, do Pimp My Carroça, do qual já falamos aqui. Os dois são speakers e fellows do TED.

Leia também:
Antas ganham coleiras luminosas para evitar atropelamentos no Cerrado

Fotos: Divulgação (retrato, na abertura deste post, feito por Marina Klink)

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Deixe uma resposta