Pastilha é feita com PET reciclado e tecnologia 100% nacional

Pastilha feita com PET reciclado e tecnologia 100% nacional

A construção civil é uma das atividades humanas apontadas como uma das principais responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa na atmosfera da Terra. O setor não somente consome um volume enorme de recursos naturais e energia, como gera uma quantidade ainda maior de resíduos.

Então, qualquer novidade mais sustentável nesta área é sempre bem-vinda. Melhor ainda, se é brasileira.

É o caso das pastilhas de decoração feitas com até 85% de garrafas PET recicladas. Criadas pela empresa paulistana Rivesti Revestimentos Ecológicos, elas são fabricadas em um processo sustentável, que não utiliza água, não gera resíduo e demanda baixo consumo de energia elétrica. Segunda a empresa, é uma tecnologia única no mundo.

Ainda de acordo com os criadores das pastilhas, cada m² delas evita a emissão de 3Kg de CO2 na atmosfera e retira 66 garrafas PET do meio ambiente. Lembrando: o dióxido de carbono – CO2 – é o gás apontado pelos cientistas como sendo o principal responsável pelo aquecimento global.

Um milhão de garrafas plásticas são vendidas por minuto no planeta. Um levantamento recente apontou que, só em 2016, foram comercializadas 480 bilhões de garrafas feitas com plástico. E se este consumo já não fosse suficientemente alarmante, ele deve crescer mais 20% até 2021, chegando a 583 bilhões de unidades (leia mais aqui). 

O primeiro passo para diminuir esse consumo totalmente insustentável é reduzir o uso de garrafas descartáveis. E o segundo é investir na chamada economia circular, segundo a qual, a produção de bens deve estar baseada na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia.

É o que está sendo feito com a transformação das PETs recicladas em pastilhas. O produto brasileiro, que tem uma gama de 33 cores, já está patenteado na Europa, Ásia e Estados Unidos. Ele também é uma das atrações de um ambiente da Casa Sustentável, em exposição na CASACOR, em São Paulo, que acontece até 29/07, no Jockey Club.

Leia também:
Armário de cozinha é feito com resíduos de madeira e garrafas PET recicladas
Tijolo feito com plástico reciclado torna construção mais sustentável
ONG transforma plástico triturado em tijolo no interior de São Paulo


Fotos: divulgação

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Um comentário em “Pastilha é feita com PET reciclado e tecnologia 100% nacional

  • 5 de junho de 2018 em 12:56 PM
    Permalink

    Fiquei muito alegre com a matéria e até entrei no site da empresa para ver melhor o trabalho. Só que lá, tomei um susto com a propaganda da pastilha, usando a imagem de um corpo feminino todo sensual e lânguido. Ai, quanta discrepância!!: visão empresarial atualizadíssima e importante por um lado (a pastilha), e de outro, visão retrógrada (o feminino). Pena, né?

    Resposta

Deixe uma resposta