Paris, uma plataforma artística contra as mudanças climáticas

brandalism-cop21-1-800x445

Nada com um pouco de ironia para refletir. Alguma subversão de tempos em tempos é necessária para fazer cócegas no cérebro, pois simplesmente não vivemos em um mundo tão fofo quanto o Tumblr da sua irmã de 12 anos ou o comercial de Natal da Mastercard. Certas questões precisam ser abordadas de forma provocativa e a arte é o instrumento por excelência para isso. Um dos últimos exemplos disponíveis de como ela pode ser usada para criar senso crítico está acontecendo durante a COP 21 – Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, em Paris.

Com táticas de guerrilha, o grupo de origem britânica Brandalism (brand+vandalism) está espalhando pela cidade falsos cartazes promocionais para questionar empresas e iniciativas que fazem uso de práticas duvidosas para combater o aquecimento global.  São cerca de 600 cartazes de 80 artistas internacionais que mesclam a linguagem publicitária com o ativismo e utilizam o espaço urbano como plataforma.

Alguns exemplos vão direto ao ponto em alguns dos crimes ambientais mais polêmicos de 2015, como o anúncio da Air France que traz a mensagem “Nós continuaremos a subornar políticos e emitir gases de efeito estufa” e uma promoção da Volskwagen que diz “Lamentamos que fomos pegos”, em referência ao trapaceiro sistema de controle de emissões encontrado nos seus veículos à diesel na Europa.

O objetivo do grupo que atua desde 2012, de acordo com seu site, é inspirar a consciência e a resistência criativa sobre o que consumimos e como vivemos. “Ao patrocinar os debates sobre o clima, grandes poluidores como Air France e GDF-Suez-Engie podem se promover como parte da solução quando, na verdade, são parte do problema. Nós estamos tomando o espaço [de publicidade] deles de volta porque queremos contestar o papel que a publicidade interpreta ao promover o consumo não sustentável. Como a indústria da propaganda alimenta forçadamente os nossos desejos por produtos de origem fóssil, ela está intimamente conectada com a causa das mudanças climáticas”, explica Joe Elan, o porta-voz do Brandalism, em press release do movimento.  

Algumas das peças preparadas para a COP 21 podem ser vistas aqui, abaixo, mas a galeria com todas que fazem parte do projeto está disponível no site. Confira também, no final do post, o vídeo oficial da ação.

ad-2

 

DR_D_1

Barnbrook_mobil_z7_WEB

UNGA_night_z3

Stephen_Quick_z2-copy

Bill_Posters_Shinzo_WEB_1

Rob_M_Oil_age_z6

 

Fotos: Brandalism / Divulgação

É repórter e escreve sobre sustentabilidade desde 2012.

Julio Lamas

É repórter e escreve sobre sustentabilidade desde 2012.

Um comentário em “Paris, uma plataforma artística contra as mudanças climáticas

Deixe uma resposta