Paris ganhará a maior fazenda urbana (e suspensa) do mundo em 2020

Paris ganhará a maior fazenda urbana (e suspensa) da Europa em 2020

Lançado em 2016, o projeto Parisculteurs tinha como objetivo criar 100 hectares de novas áreas verdes em Paris até 2020, incluindo 30 hectares de agricultura urbana. Para isso, a prefeitura disponibilizou 47 locais para que jardineiros, paisagistas, agricultores, arquitetos e empresários colocassem a “mão na terra”.

Uma dos projetos mais ambiciosos e aguardados é uma imensa fazenda urbana, com impressionantes 14 mil m2, que está sendo montada sobre o telhado de um dos pavilhões do Paris Expo Porte de Versaille. Já considerada como a maior do mundo por seus idealizadores, a fazenda será inaugurada em abril.

Para tornar o projeto em realidade, duas empresas juntaram forças, Agripolis e Cultures en Ville, especializadas em agricultura urbana. O objetivo é que fazenda urbana torne-se um modelo, em escala global, para a produção sustentável de alimentos.

Cultivo será orgânico e com técnica de aeroponia

A expectativa é que, quando aberta na primavera, mais de vinte agricultores trabalhem na fazenda, produzindo, diariamente, milhares de frutas, ervas e legumes, a partir de cerca de trinta espécies diferentes. O empreendimento oferecerá ainda outros serviços em torno da agricultura urbana: aluguel de hortas para residentes locais, visitas educacionais e até oficinas de formação de equipes para empresas.

A técnica de cultivo que será empregada é a aeroponia: as plantas são dispostas verticalmente, acima do solo, em colunas de culturas e nutridas por irrigação de água e nutrientes biológicos. Não serão utilizados pesticidas ou herbicidas, mas na França, a regulamentação e rotulação de alimentos orgânicos impõe associação à terra/solo.

A venda será feita diretamente, entre produtores e visitantes da fazenda, e a intenção é que os moradores do sul de Paris e os municípios vizinhos sejam beneficiados com o projeto, comprando alimentos frescos, locais e com preços mais em conta.

Leia também:
Paris irá plantar florestas urbanas para combater calor
BeGreen: conceito de fazenda urbana ganha impulso em Belo Horizonte
Fazendas urbanas se espalham pelos telhados de Nova York e Chicago
NY vai investir US$106 milhões em telhados verdes e plantio de árvores para combater o calor
Arquitetos apostam em jardim vertical para reduzir barulho e poluição na construção civil

Imagens: divulgação Agripolis

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta