Padre Marcos Miranda: uma gargalhada contra o racismo

padre marcos miranda dá uma gargalhada contra o racismo

O Padre Marcos Miranda é o entrevistado dessa semana do Canal Brasil de Cor. Ele fala do tamanho da Igreja Católica, de como se tornou padre e a importância que tem a religião, principalmente nos períodos de crise.

Nascido negro, de família pobre e filho de pai alcoólatra, ele nasceu num cenário perfeito para o preconceito. Quando perguntado se já foi vítima de racismo, ele diz que sim, mas segue uma sonora gargalhada.

Padre Marcos entendeu com a vida que o tratamento preconceituoso que recebeu o ajudou a seguir em frente e a alcançar coisas que talvez nem tivesse tentado se não fossem as provocações.

Neste começo de ano, o padre Marcos nos enche de esperança, mas também coloca em nossas mãos a responsabilidade por um futuro melhor, a começar pela escolha certa dos candidatos na eleição de outubro.

 

Foto: arquivo pessoal/reprodução Facebook

Jornalista há 30 anos, é formado em Comunicação Social na Universidade Federal do Paraná. Em 1986, começou a carreira em televisão, primeiro como repórter e mais tarde, editor e apresentador. Trabalhou nas Redes Globo e Record. Em 2015, montou sua própria empresa, a Sobrequasetudo Comunicação e Arte, especializada em media training. Em 2017, criou o Brasil de Cor, um canal para dar oportunidade e visibilidade a negros brasileiros

Herivelto Oliveira

Jornalista há 30 anos, é formado em Comunicação Social na Universidade Federal do Paraná. Em 1986, começou a carreira em televisão, primeiro como repórter e mais tarde, editor e apresentador. Trabalhou nas Redes Globo e Record. Em 2015, montou sua própria empresa, a Sobrequasetudo Comunicação e Arte, especializada em media training. Em 2017, criou o Brasil de Cor, um canal para dar oportunidade e visibilidade a negros brasileiros

Deixe uma resposta