O seu olhar melhora o meu

Quando organizamos os encontros e oficinas do nosso programa Ser Criança é Natural, imaginamos que qualquer pessoa possa chegar e brincar com a gente, não só as crianças. Porque todos querem brincar, todos precisamos brincar. 

Cada um de nós experiencia o mundo de forma única porque cada um tem suas próprias percepções. Estudando e acompanhando tudo que se diz sobre o desenvolvimento humano, isso fica cada ainda mais claro e intenso. Nossos sentidos refletem o contexto histórico, social, geográfico, cultural no qual crescemos e vivemos, sem falar dos aspectos físicos.

Sim, tudo isso porque a natureza de cada ser é única. Eu e você podemos estar no mesmo lugar, no mesmo momento e percebendo coisas diferentes porque temos características pessoais e a bagagem de tudo o que vivemos.

Se estamos num parque, por exemplo, caminhando no mesmo ritmo… pode ser que seu olhar o convide a observar os cogumelos coloridos que colorem o tronco caído no chão após a chuva. Pode ser que meus ouvidos me convidem a ouvir as últimas gotas de orvalho escorrendo das folhas mais altas e caindo sobre as árvores menores. E pode ser que, se não compartilharmos essas percepções, nem você perceba as gotas de orvalho e nem eu perceba os cogumelos coloridos. E mais: mesmo que compartilhemos nossos interesses, ainda assim teremos percepções, sensações e emoções próprias.

E é sob essa ótica, de que cada um de nós sempre terá uma experiência singular, que organizamos nossas ações. As propostas são livres. O que fazemos é organizar o espaço para a brincadeira, um espaço que convide à exploração, à curiosidade, à criação.

Por isso, quem chega em nossos oficinas ao ar livre, seja bebê, criança pequena, adolescente, idoso, brinca! Cada um do seu jeito. Cada um com suas experiências. Alguns vivendo aquilo pela primeira vez. Outros revivendo tempos e histórias. 

Observar essa interação é um processo de escuta sobre brincantes e brincadeiras. É nessa escuta que reorganizamos as próximas ações, que planejamos mais propostas, que conhecemos mais sobre o mundo. Ou melhor, sobre os mundos e aprimoramos nossos talentos.

Foto: Ana Carol Thomé

Ana Carolina Thomé e Rita Mendonça

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto "Ser Criança é Natural" para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Deixe uma resposta